Varíola de macaco: OMS não duvida de se tratar duma pandemia

A Organização Mundial de Saúde deu a sua resposta ao risco de uma pandemia global de varíola macaco. De acordo com a principal especialista em varíola Rosamund Lewis, ainda não chegámos a essa fase.

“Neste momento, não estamos preocupados com uma pandemia global. Ainda é possível parar esta pandemia antes que se propague”, garantiu ela num briefing na segunda-feira, 31 de Maio de 2022, sobre a possibilidade de uma pandemia global.

O primeiro caso de varíola macaco foi noticiado na Grã-Bretanha a 7 de Maio. Subsequentemente, foram notificados cerca de 400 casos à OMS em quase 20 países normalmente não afectados pelo vírus.

No entanto, em comparação com a varíola, que matou milhões de pessoas em todo o mundo, a varíola macaco é menos grave. Muitas pessoas que são vítimas da doença recuperam no prazo de três a quatro semanas.

Os sinais são febre alta, gânglios linfáticos inchados e uma erupção cutânea semelhante à varicela.

CAP-GB/seneweb

Autor: CAP-GB

Partilhe este artigo

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: