Todos somos iguais: ‘Stop a Descriminação Contra os Deficientes’

3 de Dezembro dia internacional dos deficientes, em comemoração alusivo à data a Plan Internacional efetuou hoje 03/12/2020, uma visita à deficientes de Gabu. A visita chefiada pela Representante da Plan na Guiné-Bissau.

Na ocasião presidente da associação dos deficientes de Gabu Mariama Embalo disse que a sua organização tem levado acabo trabalhos de sensibilização nas comunidades, porque de acordo com ela, à descriminação começa nas nossas comunidades, e os resultados da sensibilização têm sido positivos.

Antes um deficiente não podia estar num lugar público com as pessoas que não são deficientes, eram descriminados, agora graças à associação, esse preconceito está diminuindo cada vez mais.

Ainda na ocasião Embaló aproveitou para agradecer os apoios e acompanhameno que a Plan Internacional tem desencadeado ao longo do processo, Mariama deixou claro que ainda vão fazer muitos trabalhos juntos, para melhoria das dificuldades dos deficientes.

Enalteceu a importância do apoio da Plan Internacional na vida das comunidades

Sentimos a presença da Plan em todos os aspetos na saúde, e educação das nossas meninas e no desenvolvimento de sector de Gabu.

Mariama Embaló

Na sua locução, Representante da Plan Internacional Antoinette Chibi disse entender que qualquer tipo de deficiência é sujeito a descriminação, é por isso que os trabalhos da sensibilização por parte da associação dos deficientes de Gabu nas comunidades são muito importantes, para minimizar o preconceito contra os deficientes, afirmou, para de seguida garantir que estes trabalhos vão permitir a igualdade entre Meninos em particular as Meninas deficientes.

A nível da Plan Internacional Guiné-Bissau, faz parte as nossa linhas e planos estratégicos, trabalhar com as associações. Trabalhamos para inclusão, para nós é esse tipo de dinâmica que queremos agindo juntos, porque o Governo sozinho não consegue atingir todas as esferas, é importante que as associações tenham “apoio ou parcerias” com as organizações internacionais para fazerem face as suas dificuldades.





Não quero deixar nenhuma promessa, mais vamos continuar a trabalhar juntos para bem das comunidades.

Os trabalhos que temos feito de ajudar à associação para andar com os seus próprios pés e mesmo quando não estamos podem dar continuidade e Gabu continua a ser a nossa prioridade na busca das subvenções para continuar com os trabalhos. Queremos que sejam modelos nas nossas comunidades e nas nossas casas. Concluiu

Comentarios
estámos no facebook

cap gb o amanha começa aqui

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante:

Ligue-nos

Share on Social Media
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x