Suleimane Djaló apela estado guineense a assumir o projeto WACOMP-GB

Por: Epifania Correia Gomes

O apelo  do  Diretor Geral da Industria foram registadas esta quinta-feira, 04.11.2021, durante a entrega de equipamentos de laboratório de campo aos  parceiros  e implementação do projeto para a melhoria  da competitividade da cadeia de valor da manga na Guine-Bissau  no âmbito do  projeto WACOMP-GB na qual, Suleimane Djaló, disse que, o projeto tem de ser  apropriado  e assumido pelos guineenses para melhoria da fileira da manga no país.
 
Para chefe da cooperação da delegação da União Europeia na Guine-Bissau  Simona Schlede, o projeto comporta a mobilização  de especialistas com experiência para trabalhar na identificação de iniciativas, com potencial de criação de emprego, promoção do empreendedorismo, mecanismos de financiamento e, qualidade na cadeia de valor da manga nos produtos e nos serviços prestados.

Ainda assegura que a infraestrutura de qualidade associada à cadeia de valor da manga ainda carece de investimentos em várias áreas desde, avaliação de conformidade, metodologia, normalização e acreditação, a eficácia  do sistema nacional do controlo alimentar é essencial para proteção de saúde e da segurança dos consumidores, segurança sanitária e da produção alimentar.
 
Por fim Simona disse que o contexto mundial do comércio de alimentação impõe obrigações notáveis aos países importadores e exportadores e portanto as estratégias têm que ser implementados em função dos riscos existentes.


 “UE está presentemente a estabelecer o quadro de programa indicativo multianual 2021-2027,e reiteramos o nosso compromisso, da UE em contribuir para os mecanismos de avaliação de conformidade dos produtos alimentares possam avançar progressivamente até permitir uma convergência técnica e normativa de standards nacionais e internacionais”, disse.
 

Por outro lado o responsável técnico do projeto WACOMP-GB Adalberto Vieira  disse que escolha da cadeia do valor esteve a cargo do governo da Guine-Bissau e logo após se chegou conclusão de que a manga poderia ser uma boa alternativa das outras cadeias de valor , e que os equipamentos de laboratório de campo vão contribuir para que se tenha perspetiva integrada, controlo de campo à mesa, contribuindo assim para melhorar as atividades a desenvolver como garantias da segurança sanitárias dos alimentos de qualidades.

 “ acreditamos que trata-se de um projeto pequeno mais que vai dar um grande contributo nesse trabalho contínuo, de se criar condições para que continuamente tenhamos melhores produtos que possam ceder novos mercados e permanecer nesse mercado” Frisou.

De relembrar que o projeto é financiado apela União Europeia UE tem propósito de ajudar a melhorar avaliação da conformidade ao longo da cadeia de valor da manga e outras cadeias de valor de referência, como forma de contribuir para o incremento da competitividade e cumprimento dos requisitos exigidos e, em resultados a integração e o acesso contínuo aos mercados regionais e internacionais.

Os equipamentos laboratórios adquiridos são no total cinco dos quais um Refratómetro portátil ótico, um Refratómetro digital, um Termómetro infravermelho Potenciómetro e Aparato para titulação ácido-base .

Autor: CAP-GB

Partilhe este artigo

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: