Situação política vigente no país inquieta movimento nacional da Sociedade Civil para paz, democracia e desenvolvimento

O Movimento Nacional da Sociedade Civil para Paz, Democracia e Desenvolvimento, exige os partidos políticos, PRS e PAIGC explicações esclarecedoras sobre o envolvimento das figuras militares na denominada reunião que teve lugar na tabanca de patche yala.

Num comunicado de imprensa assinado pelo seu presidente Fodé Caramba Sanhá, entregue a redação da CAP-GB esta quinta-feira, 22 de Abril de 2021.

A organização repudia com toda veemência,o encontro entre dois lideres partidarios e participação dos elementos da força de defesa e segurança com finalidade de imiscuir nos assuntos da vida político-partidária.

No documento a organização insta os partidos políticos em geral á distanciarem-se dos elementos da classe castrense com vista contribuir na consolidação da força armada republicana que se quer neste país.

Ainda o mesmo comunicado, a organização congratula com o comunicado do Estado Maior das Forças Armados no qual exorta os militares em ativo e no estado de reserva para se abstenham tomar parte nas atividades políticas partidárias de forma equidistante e manterem a submissão ao poder público instituído legalmente.

Por fim o movimento da Sociedade Civil para Paz, democracia e desenvolvimento, exorta as forças armadas no sentido de distanciarem-se de todas ações subversivas que visam a sua instrumentalização para fins alheios da sua missão constitucional contribuindo desta feita na levantamento ponderado das sanções impostas pelas Nações Unidas aos chefias militares e forças armadas da Guiné-Bissau.

Autor: CAP-GB

Partilhe este artigo

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: