SINJOTECS qualifica de perda irreparável a morte do jornalista Anézia Tavares e Umaro Boaro

Por: Martinho Mendes

O Sindicato dos Jornalistas e Técnicos da Comunicação social da Guiné-Bissau (SINJOTECS), manifestou esta quinta-feira, 11-11-2021 o seu pesar pelo desaparecimento físico do jornalista da Sol Mansi Anézia Tavares e Umaro Buaro jornalista da radio Comunitária de Pitche.

Neste momento da dor e consternação, a direção da SINJOTECS endereça sentidas condolências da Rádio Sol Mansi e também a Rádio comunitária de Pitche e em toda família enlutada pela perda irreparável dos dois grandes profissionais da Comunicação social da Guiné-Bissau.

Por sua vez, a Ordem dos Jornalistas da Guiné-Bissau, lamenta também ter conhecimento da triste noticia do falecimento de mais uma combatente para a afirmação da Democracia, da liberdade de Imprensa e de expressão a Guiné-Bissau, Jornalista da Rádio Sol Mansi Anézia Tavares.

Neste momento da dor e de consternação. A Ordem dos Jornalistas da Guiné-Bissau, endereça as suas mais sentidas condolências a família enlutada, a Direção da radio Sol Mansi assim como toda classe.

“O desaparecimento físico de Anézia Tavares, constitui uma perda irreparável não só para a família, para a Radio Sol Mansi, para a classe, como também para toda a sociedade em geral”.

Nesta particular a Direção da mídia digital da Guiné-Bissau CAP-GB endereça as suas mais sentidas condolências a família enlutada e que a sua alma da Anezia Tavares e Umaro Boaro descansem em paz.

Autor: CAP-GB

Partilhe este artigo

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: