Saude: Covid-19 afeta de uma forma desproporcional pessoas com doenças crônicas

O director-geral da organização mundial de saúde, Tedro Ghebreyesus alertou esta sexta-feira que, os doentes de diabetes, cancros, doenças cardiovasculares e doenças respiratorias sao as mais afectadas pelo novo coronavirus.

Perante a situacao a OMS marca para proxima semana, dia 7 de setembro, a Semana Global de Ação contra as Doenças Crônicas.

Falando a jornalistas em Genebra, Tedros Ghebreyesus, afirmou que “a pandemia mostrou a urgência de abordar estas doenças e seus fatores de risco.”

Covid-19 afeta de uma forma desproporcional pessoas com doenças crônicas como câncer e cardiovasculares.

As chances de desenvolver uma forma grave de Covid-19 grave são sete vezes maiores em pacientes com obesidade. Os fumantes têm uma vez e meia mais probabilidade de apresentar complicações graves.

Já as pessoas com diabetes têm de duas a quatro vezes mais probabilidade de sintomas graves ou de morrer.

Todos os anos, as quatro doenças crônicas mais comuns (cardiovasculares, câncer, diabetes e doenças respiratórias) causam mais de 40 milhões de mortes.

Desde o início da pandemia, os tratamentos foram afetados, e os estudos mais recente mostra uma interrupção nos serviços de saúde em 69% dos casos.

Quetionado sobre a reabertura das economias e sociedades, o diretor-geral disse que, a recuperação pós-pandemia, “com a combinação certa de medidas direcionadas e personalizadas, outros fechamentos nacionais podem ser evitados” durante a pandemia de Covid-19. 
Para Tedros, “ele são um instrumento contundente que têm causado graves perdas em muitos países.” 

Vários países estão a usar abordagem baseada em dados para reabrir suas economias e sociedades durante a crise de sanitaria, afirmou Tedro.

Reagindo a situacao da vacina, Tedros realça o acesso a imunização contra o vírus, dizendo que nos “próximos meses todos esperam ter boas notícias sobre uma vacina.”

Afirmando que, quando existir uma vacina eficaz, ela deve ser usada com eficácia.
Com o tempo, todas as pessoas devem ter acesso, sustentando que, inicialmente, se a oferta for limitada, a prioridade deve ser a vacinação de trabalhadores essenciais e outros em maior risco.

Ainda para o chefe da agência, “a prioridade deve ser vacinar algumas pessoas em todos os países, ao invés de todas as pessoas em alguns países.”

Para o responsavel da OMS, vacina é uma obrigação moral e de saúde pública, esta escolha também faz sentido econômico. Segundo Tedro, a proposta Covax da OMS, sobre um consórcio de vacinas, é a melhor forma de tornar isso uma realidade.
Ainda segundo o diretor-geral, “o mundo interconectado, se as pessoas em países de rendas baixa e média não receberem vacinas, o vírus continuará a matar e a recuperação econômica global será atrasada.”

Tedro advertiu que, a reabertura de sociedades, economicas e fronteiras foi um dos tema do encontro dos ministros das Relações Exteriores dos países do G-20 na passada quinta-feira.

Na reunião, o resposavel destacou os quatro pilares prioritarios para OMS começando a citar.

“evitar eventos amplificadores, capacitar a população, focar nos fundamentos da saúde pública e proteger os vulneráveis, incluindo idosos.”

De sublinhar que, na semana passada, a OMS emitiu novas orientações recomendando o uso de corticosteroides em pacientes graves de Covid-19.

Comentarios
estámos no facebook

cap gb o amanha começa aqui

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante:

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ligue-nos

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x