‘Roubo a grande escala’ o Ministério da saúde refuta as acusações

Ministério da Saúde pública refuta a acusação de desvio de milhões de Fcfa nos centros sanitários da região de Bafatá

Numa conferência de imprensa Realizada esta sexta-feira 16/04/2021, para esclarecer a opinião pública sobre a referida acusação, o Diretor Geral da administração de sistema de saúde Pública defende que o Ministério da Saúde é uma instituição governamental responsável pela implementação de política pública em matéria de saúde e garantir o bem estar das populações.

Posto isto, esclarece a opinião pública e população em geral que nas circunstâncias difíceis que o Ministério se encontra, relativamente a falta de gênero alimentício no hospital Raul Floreau, dividas de mais de vinte meses com o pessoal menor e dívidas de missão de serviços e de combustíveis para o funcionamento do sistema de saúde, o Ministério da Saúde pública mandou emprestar dinheiro na região sanitária de Bafatá a título devolutivo para colmatar algumas lacunas, perante esta situação, não considera de aldrabice ou desvio de dinheiro como está a ser especulado, mas sim um ato administrativo e legal.

Ainda sublinhou que, o Ministério da Saúde está aberta e disponível para receber qualquer missão de auditoria interna ou externa no quadro deste processo.

De recordar que a CNEWS expós uma arromba a grande escala nos centros sanitários da região de Bafatá leste do país, trata-se de mais de cem milhões de francos cfa, retirados em caixas dos diferentes centros de saúde destribuidos naquela região sanitária.

A operação segundo a CNEWS terá iniciado quando os responsáveis das Áreas Sanitárias (RAS) viram os seus poderes de assinaturas suspensos pelos responsáveis do Ministério da Saúde, alegando a necessidade de mudanças de titulares de contas, passado as assinaturas a serem feitas através da Direção Regional de Saúde.

Autor: CAP-GB

Partilhe este artigo

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: