RENAJ indignado com a paralisação no setor de ensino, e os espancamentos assistidos ultimamente

vice-presidente da RENAJ Adama Aurora Baldé

A rede nacional das associações juvenis da Guiné-Bissau (RENAJ), garante esta segunda-feira 15/03/2021, estar vigilante com o governo no que tem haver com as agendas dos jovens.A conferência de imprensa foi dirigida pela Vice-presidente da Associação Adama Baldé, na qual manifestou sua inquietação perante a justificativa de governo sobre a suspensão das aulas só no setor autónomo e pelo facto de encerramento das aulas coincidir justamente no momento em que os sindicatos dos professores decidiram paralisar o setor.Igualmente, requesitar a imediata reabertura das aulas para não pôr em causa mais um ano escolar.Da mesma forma, exige o governo, em particular, o Ministério da Educação Nacional, de criar condições necessárias e uma negociação séria entre sindicatos e o executivo.Assim sendo, responsabiliza o governo se caso houver suspensão do ano letivo.E garante estar vigilante nas agendas que interpelam os jovens.Por outro lado, manifesta sua total solidariedade com o Jornalista da rádio capital, Adão Ramalho, lamenta e repudia o ato que tem se verificado nos últimos tempos com cidadãos indefesos e sobretudo jornalistas.Perante este ato de violação a rede, responsabiliza o estado da Guiné-Bissau pelas ondas de espancamentos e intermináveis violações dos direitos humanos assistidos no país.

Autor: CAP-GB

Partilhe este artigo

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: