Recenseamento populacional: UNFPA Oferece equipamentos informaticos e viaturas ao escritório central

Por: Ussumane Baldé

O governo da Guiné-Bissau pretende recensear a população em 2023, as revelações e do ministro da economia,plano e de integração regional, Vítor Mandinga, esta segunda feira 25-10-2021, durante a inauguração do escritório central de recenseamento nacional em antula Bissau e ainda agradeceu o fundo das nações unidas para população ( UNFPA) pelos apoios doados para facilitar trabalho dos técnicos e funcionários.

“Como sabemos a cada dez anos governo faz recenseamento da população,algo que não acontecia nos últimos tempos,ou seja,devia ser feito em 2019, mas,com todo atraso esperamos ter número certo da população até 2023”, salientou o ministro.

Mandinga,ainda agradeceu gesto de fundo das nações unidas para população (UNFPA) pelos matériais doados para os trabalhos.

O representante residente do UNFPA no país,Cheik Fall, Realçou que este tipo de recenseamento é um exercício que a comunidade internacional exige dos estados e lembra que nunca se traça políticas de desenvolvimentos sem conhecer a população seu número e composição e o que aspira. E por fim, promoteu acompanhar os resultados que serão obtidos em 2023.

Fundo das nações unidas para população (UNFPA) ofereceu ao governo duas viaturas e materiais informáticos para processo de recenseamento da população.

É de lembrar que o último recenseamento realizado pelo estado guineense aconteceu em 2009 e devia ser feito em 2019 mas devido constante instabilidade no paísnao foi feito desta vez tudo indica vai ser agora se vai realizar.

Autor: CAP-GB

Partilhe este artigo

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: