REASE: não tolera protraimento das aulas

Rede das associações estudantis da Guiné-Bissau reage esta quinta-feira a posição do governo no que concerne à retoma de aulas.

Fodé Dabó, presidente da rede, discorda com os resultados apresentados no relatório da comissão para a avaliação das condições das escolas públicas a fim de retomarem as aulas. REASE considera negativo os criterios de avaliação em algumas escolas. relembrar que no relatório constam apenas 12 escolas públicas que reúnem condições para retomar.

A rede afirma que os nomes das 12 escolas não foram identificadas no relatório e desafia a comissão a anunciarem os nomes a fim de poderem avaliar se apresentam os critérios pedidos pelo ministério e afirmam que mais de 12 escolas publicas apresentam condições proposto pelo ministério da educação nacional.
REASE ainda sobre adiamento da retoma de aulas deu o prazo de uma semana ao governo . Caso o governo não criar condições, procederão com série de reivindicações.
E as escolas privadas a cumprirem com as regras do governo até a promulgação de uma data para o reinício das aulas.

Porém, exigem o governo a encarar esta situação como uma das maiores prioridades e não o próximo ano letivo.

Comentarios
estámos no facebook

cap gb o amanha começa aqui

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante:

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ligue-nos

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x