Presidente USE : ” Dom Pedro Zilli foi um incansável porta-voz da palavra de Deus “

O presidente da república da Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embaló endereçou esta terça-feira (32-03), através da sua página oficial Facebook, a sua nota de pesar pelo falecimento hoje do primeiro Bispo de diocese de Bafatá, Dom Pedro Zilli

” Saúdo a memória daquele que dedicou a sua vida ao serviço da Igreja, dos fiéis cristãos e do povo guineense. Do. Pedro Zilli, Primeiro Bispo da Diocese de Bafatá, deixará a memória da sua dedicação ao bem comum, e um incansável porta-voz da Palavra de Deus ” Lê-se na página oficial Facebook do PR.

O chefe de Estado diz ter tomado o conhecimento da triste notícia do falecimento do primeiro Bispo de diocese de Bafatá Dom Pedro Zilli de 67 anos de idade.

” Neste momento de pesar, junto-me a comunidade católica guineense que está de luto para manifestar a minha solidariedade por esta grande perda pedimos a Deus Todo-Poderoso, para que a sua alma descanse em paz “.

Dom Pedro Carlos Zilli PIME (Santa Cruz do Rio Pardo, São Paulo, 7 de outubro de 1954) é o primeiro bispo da diocese de Bafatá.

Zilli prestou seus votos em 6 de julho de 1984 e recebeu a ordenação sacerdotal em 5 de janeiro de 1985, em Ibiporã, e logo após foi enviado para a Guiné-Bissau, tornando-se vigário paroquial na missão de Bafatá.

Foi também delegado do bispo para a zona pastoral de Cacheu e presidente da comissão para a formação dos seminaristas maiores, de 1986 a 1998, e superior regional do PIME na Guiné-Bissau, de 1993 a 1997.

De volta ao Brasil em 1998, Pe. Zilli exercia as funções de diretor espiritual do seminário filosófico do Pontifício Instituto para as Missões Estrangeiras e vice-superior regional do mesmo para o Brasil-Sul, quando foi eleito bispo em 13 de março de 2001.

Definido como primeiro bispo missionário brasileiro, sua sagração episcopal ocorreu em 30 de junho de 2001, sendo consagrante principal Dom Albano Bortoletto Cavallin, arcebispo de Londrina, e co-consagrantes Dom José Câmnate na Bissign e Dom Giuliano Frigeni.

A cerimônia de ordenação reuniu doze bispos do Brasil e exterior.

Foi co-consagrante de Dom José Negri e de Dom José Lampra Ca, bispo auxiliar da Diocese de Bissau.

Autor: CAP-GB

Partilhe este artigo

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: