PR Sissoco defende a consolidação das relações bilaterais entre Guiné-Bissau e São Tomé

DE: Martinho Mendes

O presidente da República da Guiné-Bissau Umaro Sissoco Embaló, defendeu que a consolidação das relações bilaterais entre a Guiné-Bissau e São Tomé e Príncipe é uma ajuda importante para o reforço da amizade entre países Africano da Língua Oficial portuguesa (PALOP) e a Comunidade dos Países da Língua portuguesa (CPLP).

O chefe de Estado Guineense falava aos jornalistas esta quarta-feira, 16-06-2021, na declaração conjunta à final de um encontro com o seu homólogo são-tomense Evaristo do Espírito Santo Carvalho, em São Tomé e Príncipe no qual sugeriu que os dirigentes dos Países de PALOP’s devem criar um espaço de maior que sirva de maior aproximação e trocando assim visitas mais frequentes.

Umaro Sissoco Embaló disse que a Guiné-Bissau e São Tomé tem relações históricas muito antigo e essas relações devem ser projetados para o futuro de Jovens dos dois países irmão.

Embaló sublinhou durante a sua declaração que a sua visita oficial a São Tomé e Príncipe vai abrir novas horizontes para a juventude guineenses e são-tomenses.

Por outro lado, Sissoco Embaló realçou que protocolos assinados em maio entre os dois países lusófonos na capital guineense terá um impacto positivo no estreitamento das relações entre os governos e de dois povos.

O Presidente da República Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embaló, deixou o país ontem rumo a São Tomé e Príncipe para uma visita oficial de três dias.

A Guiné-Bissau assinou em maio passado com São Tomé e Príncipe no quadro da visita de presidente São-tomense Evaristo Carvalho, um acordo de isenção de vistos e um protocolo de cooperação consular.

Autor: CAP-GB

Partilhe este artigo

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: