PR Sissoco afirma que é preciso que as pessoas sintam confiança na justiça guineense

O Presidente da República da Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embaló, afirmou esta quinta-feira, 08 de Abril de 2021, que é preciso que os guineenses sintam confiança na justiça e que não vai aceitar nenhum desentendimento entre o Presidente do Supremo Tribunal de Justiça e Procurador-geral da República.

“Enquanto Presidente da República, não posso aceitar um desentendimento entre o Presidente do Supremo Tribunal de Justiça e Procurador-geral da República, porque é importante que as pessoas tenham confiança na justiça guineense “, afirmou o chefe de Estado guineense.

Umaro Sissoco Embaló, falava a imprensa no Palácio da República, depois de ter reunido com os titulares do poder judicial guineense, isto depois de no mês passado, o Procurador-geral da República, Fernando Gomes, ter pedido ao Conselho Superior da Magistratura Judicial, para ouvir o Presidente do Supremo Tribunal de Justiça, Paulo Sanhá

Na sua comunicação, o Presidente da República, defendeu que é preciso saber gerir as coisas no fórum próprio.

“Há coisa que nós não podemos permitir que saia por fora, temos que saber gerir as coisas no fórum próprio”, disse, acrescentando que não vai permitir que se banalize o Estado.

“É muito importante que deixemos de lado as nossas divergências e pensar a Guiné-Bissau”, exortou.

O Procurador-geral da República, Fernando Gomes, para além de manifestar a sua satisfação com a iniciativa do Chefe de Estado, realçou que é importante que haja entendimento entre as duas magistraturas que segundo ele, vai dar credibilidade ao poder judicial guineense.

“É importante que haja entendimento entre as duas magistraturas que segundo ele vai dar credibilidade ao poder judicial guineense”

Por seu lado, o Presidente do Supremo Tribunal de Justiça, Paulo Sanhá, também contente com a iniciativa do Presidente Embaló, afirmou que,

“Se houver alguma situação que talvez seja pessoal, não deve afetar a instituição sob a nossa liderança, porque estamos diante do Estado, daí que, não podemos associar problemas pessoais com o Estado”, disse.

Sanhá, terminou dizer que é importante que as duas instituições funcionem de forma harmoniosa.

Comentarios
estámos no facebook

cap gb o amanha começa aqui

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante:

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x