Politca: USD convida a LGDH e a sociedade civil a pautarem pela equidade no tratamento das questões politicas

Por: Ussumane Baldé (Fitchas)

Bissau-segunda-feira 30/05/2022 O partido da União Democrática Social anuncia a data da realização do segundo congresso nos dias 24 a 26 de junho, na mesma ocasião aconselhou a liga guinnense dos direitos humanos assim como a sociedade civil de se absterem de propositos e posições deslocados a a objetivos pelas quais organizações foram criadas.

O partido da união democrática social (UDS) fundado em 06/07/2008 vai realizar o seu segundo congresso contando com presença dos 701 delegados afrimou o presidente do partido Francisco Braima Djaló durante conferência de imprensa realizada no bairro de Antula, sublinhando que o país ainda não conheceu verdadeira estabilidade.

Isso veio ainda se agravar mais nos ultimos 10 anos e mais especificamente nos últimos tempos com epicentro das tensões o líder do PAIGC, tendo congratulado com a decisão do chefe do estado de dissolver a assembleia nacional popular o que ele apelidou de “vitoria” para Umaro Sissoco Embaló.

“DSP é causa principal da instabilidade no país, nos últimos anos a ANP não existe por isso congratulamos com a decisão do presidente da república de ter deitado por terra a decima legislatura”.

Francisco Braima Djaló, garante que caso sejam solicitados para ingressar no futuro governo da iniciativa presidencial estarão dispostos para darem seus contributos na estabilização da Guiné-Bissau.

“Somos um partido democrático que pensa no povo por isso se formos convidados para novo elênco governamental vamos aceitar”.

Autor: CAP-GB

Partilhe este artigo

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: