PNUD vai apoiar Guiné-Bissau e Senegal na luta contra crime Transfronteiriço

Por: Laércia Valeriana Insali

A intenção foi revelada esta sexta-feira 22/10 /2021 durante ateliê sub-regional sobre a segurança e desenvolvimento transfronteiriço entre Senegal e Guiné-Bissau.

Com objetivo de Promover uma colaboração eficiente para a resolução sustentável do problema do banditismo fronteiriço, o abate furtivo e abusivo das árvores, os conflitos da terra na linha da fronteira, o tráfico de droga e o comportamento policial, tendo em vista o desenvolvimento das zonas limítrofes.

No ato da abertura, Chefe da Unidade de Governação do Programa das Nações Unidas para Desenvolvimento, Luana Natália, felicitou os participantes Senegaleses e Guineenses presentes no evento, onde garantiu em nome do PNUD apoiar a Guiné-Bissau e Senegal junto da Sociedade Civil no reforço da luta contra crime Transfronteiriço, com vista a atingir o objetivo do desenvolvimento sustentável em promover sociedades pacíficas e inclusivas a fim de fornecer acesso a justiça para todos e construir instituições eficazes e inclusivas.

Para Natali, a criminalidade tem um impacto na vida quotidiana dos cidadãos e só com envolvimento destes pode fazer com que haja mudança.

“Nenhuma instituição consegue enfrentar sozinha o impacto do crime, só através da cooperação transfronteiriça e da cooperação comunitária consegue mitigar este impacto na população “ disse

Presidindo a abertura, em representação do Governo através do Ministério da Administração Territorial, Seinabu Faye de Almeida, lançou um apelo aos governadores, administradores e a todos os funcionários de Estado em serviço na linha Fronteiriça, em participar na construção de um clima de entendimento entre as comunidades.

Por sua vez, manifestou seu total apoio aos membros da Sociedade Civil e os de poder local pelo árduo trabalho que têm feito no terreno.

Salientar que a cerimónia contou com a presença do Coordenador da AFEX, que é uma Organização não Governamental Senegalesa que trabalha na área da consolidação de Paz, Direitos Humanos, Justiça Social e desenvolvimento económico, atualmente conduz um projeto de mediação transfronteiriça entre Guiné-Bissau, Gâmbia, Senegal e Guiné-Conacri, e com a do Ibrahima Fall, Chefe da delegação de Senegal.

E a participação das autoridades administrativas é locais, forças de segurança e defesa, organizações da sociedade civil que trabalham no terreno das regiões guineenses de Bafatá, Cacheu e Oio, assim como das regiões de Senegal Kolda, Sediou e Ziquinchor.

O atelier Sub-regional sobre Segurança e Desenvolvimento Transfronteiriço é apoiada pelo PNUD no âmbito do projeto Observatório da Sociedade Civil da economia ilícita, em parceria com a Iniciativa Global contra crimes organizados transnacional, e tem por finalidade o intercâmbio de estratégias e fortalecer a colaboração para uma resolução sustentável dos problemas verificados nas áreas fronteiriças, nomeadamente furtos e outros atos de banditismo, com vista a desenvolver as áreas fronteiriças comuns.

Autor: CAP-GB

Partilhe este artigo

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: