PAIGC denuncia intenções das autoridades em querer impedir a realização do congresso

Por: Ussumane Baldé

O presidente da comissão organizadora do décimo congresso do partido africano para a independência da Guiné e Cabo verde, Manecas dos Santos confirmou o adiamento do congresso e deixou garantias, custa que custar o congresso vai ser realizado numa data a marcar.

Falando na manhã desta quarta-feira,10-03-2022,na sua sede nacional, perante centenas de simpatizantes, Manecas disse que, o partido está a ser vítima de pressão e abuso por parte das autoridades guinnense, “interditaram a nossa sede, até impediram que o nosso líder entrasse através o portão principal”, ainda sem revelar o nome, o veterano do libertadores Considerou que, o indivíduo que está a tentar impedir a realização do congresso, com a providência cautelar, nem se quer é membro do partido há vários anos, “providência cautelar a quem está por trás nem é membro do partido há vários anos, e vamos cumprir porque o PAIGC é um partido empenhado em legalidade”, asseverou.

Por fim, deixou garantias a todos os membros e simpatizantes que, o comitê central vai reunir e rever todos os documentos, listas dos delegados, para avançar com a nova data para o congresso, “vamos reunir o comitê central e depois fazer análises dos documentos e nome dos delegados, depois marcar a data”.

Por outro lado, Adiato Djaló Mandinga uma das vices, convicta que nada impedirá a realização do congresso por certas pessoas que esqueceram que o PAIGC é o partido que deu a liberdade a Guiné-Bissau, e que segundo ela estão lutando para que o mesmo partido não tenha estabilidade ao ponto de interditar a sede, “conhecemos uns aos outros, é estranho hoje que esqueçam que o partido é que deu a liberdade a todos nós, mas o congresso vai ser realizado mesmo”, garante.

É de lembrar que, está é a segunda vez que o congresso está a ser adiado por parte da comissão organizadora, primeiro por estado de alerta que impedia a aglomeração das pessoas e segunda por uma providência cautelar interposta por um dos membros do partido a mando de um juiz, que impede mesmo a do congresso que tem como lema, consolidação coesão interna,a luz do pensamento de Amilcar Cabral,pelo resgate ao poder popular e promoção do desenvolvimento.

Autor: CAP-GB

Partilhe este artigo

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: