PAIGC considera o Governo liderado por Nuno Gomes Nabiam de “adulterador” dos factos

Por: Lijunira L. Nancassa

O Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo-Verde(PAIGC) reagiu as recentes declarações do porta-voz do Governo, em que atribui a qualidade antidemocrática ao Domingos Simões Pereira, também que este havia instigado os militares a desestabilizar o país responsabilizando PAIGC pelo retrocesso do país.

A reação do partido foi tornada pública esta terça-feira, 07-09-2021, em conferência de imprensa, o secretário nacional de comunicação e informação do partido, Muniro Conté, considerou de falsas e infundadas as acusações proferidas pelo Porta-voz do governo Fernando Vaz.

Conté, acusou Fernando Vaz de ser protagonista do golpe de Estado de 12 de Abril que afastou no poder Carlos Gomes Júnior em 2012.

O responsável nega a postura antidemocrática de seu lider.

“quando supremo tribunal de justiça considerou de improcedente o pedido DSP aceitou publicamente os resultados limitando-se a exigir o seu adversário a formalização da sua legitimação como presidente da república, que é a tomada de posse formal de acordo com a Constituição da República e do regimento da ANP”.

Muniro Conté

Conté questionou, “essas exigências configuram uma conduta antidemocrática ao ponto do executivo ter usado como argumento para influenciar a decisão da União Africana (UA)”. Lembrando o cancelamento da missão de Domingos Simões Pereira em chefiar a delegação dos observadores eleitoral daquela organização sub-regional em São Tomé e Príncipe, terminando por criticara atuação e cedência da UA face ao ocorrido, afirmando que, a organização deixa muito a desejar.

Na mesma ocasião PAIGC condenou o golpe de Estado ocorrido no último domingo na Guiné-conacri contra Alfa Condé.

Comentarios
estámos no facebook

cap gb o amanha começa aqui

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante:

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x