Outubro mês de prevenção do cancro da mama: Fundação Catarina Taborda faz doação a maternidade HNSM

Segunda-feira 11-10-2021 Por: Epifania Correia Gomes

Durante a entrega dos generos da primeira necessidade a recém-nascidos do Hospital Nacional Simão Mendes a presidente da fundação Catarina Taborda, disse que a visita não só serve de doação aos recém-nascidos, mas  sobretudo para explicar as Mães, sobre importância da amamentação, que para ela leite materno é benéfico para criança mas também reduz probabilidade quanto mais peito a criança menos risco de desenvolver cancro da mama futuramente.
 
Ainda Catarina informou que amamentação regular evita  o desenvolvimento de uma célula que mais tarde pode originar cancro da mama, que segundo ela em cada dez Mulheres três desenvolvem cancro da mama para isso.

“é bom continuarmos  a sensibilização  e explicar os nossos Jovens e Mulheres guineenses que existe cancro da mama mas também que existe forma de ser diagnosticado e tratado”, garantiu.

Por seu lado a Médica clinico geral Julieta Cristovalina da silva, afirma que na Guiné-Bissau usa-se mais a medicina curativa  em vez da preventiva, cancro da mama quando se faz auto-exame da mama se consegue descobrir cedo e tratamento e quanto mais tarde é descoberto  mais difícil de se curar e probabilidade de morte é mais elevada.

“Cancro da mama é uma doença  séria e grave que merece atenção não só da Catarina mas de toda população e principalmente do governo em especial do Ministério da Saúde Pública”, disse a medica para de seguida acrescentar que “será bom uma campanha, programa especifico de luta contra cancro da mama porque existe cancro da mama e as nossas Mulheres estão a morrer muito porque demoramos á descobrir”, frisou.

Por sua vez a Enfermeira chefe da Maternidade de HNSM Lígia Sampaio Viera aconselhous as Mulheres Mães devem amamentar regularmente,  que não deixem de amamentar sobretudo  que prestem atenção na qualquer alteração dos seus seios que procurem serviços de saúde.

O cancro da mama é o tipo de cancro mais comum entre as mulheres, e corresponde à segunda causa da morte por cancro, na mulher.

Na Guiné-Bissau, nao existe dados estatísticos que determinam o numero das mulheres que sofrem da doença, isso porque muita das vezes a vitima nem sabe, porque nao conhece as sintomas, o que é certo é que a doença está ceifando almas femininas, tudo porque a sensibilização é escassa ou inexistente.

O cancro da mama é uma das doenças com maior impacto na nossa sociedade, não só por ser muito frequente, e associado a uma imagem de grande gravidade, mas também porque agride um órgão cheio de simbolismo, na maternidade e na feminilidade.


 
 

Comentarios
estámos no facebook

cap gb o amanha começa aqui

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante:

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x