Novo presidente de sindicato nacional das pescas toma posse

Por: Epifania Correia Gomes

O empossamento aconteceu hoje 10.05.2022, na instalação do ministério das pescas. num momento em que os funcionarios fazem face a falta de pagamento dos seus ordenados, e muitos por recensear.

O novo presidente do sindicato nacional das pescas, Paulo Manuel da Silva, explica que o desejo de todo trabalhador é ver respeitada e atendida seus direitos laborais, assim sendo, seus membros almejam ver suas condições de vida e de trabalho amelhorado e salientou que precisam se unir.

“Funcionários do ministério das pescas enfrentam desafios e muitos problemas, e esses problemas temos capacidade de resolver com base no diálogo Franco, onde vamos mostrar os responsáveis do ministério os problemas, mas sobretudo devemos ter capacidade de mostrar as soluções dos problemas”.

Para ele as prioridades passarão para identificação e recenseamento dos funcionários que permitirão conhecer na real qual é o número efetivo dos trabalhadores , permitindo fazer um trabalho junto da direção para identificar quêm ou não é funcionários do ministério e qual serão medidas a tomar para resolver a situação.

Ainda o recém-empossado, garante que a ferramenta será o diálogo na discussão com direção do ministério para conseguir resolver situação da efetivação dos funcionários.

Por outro lado o sindicalista afirma que o sindicato deve ter capacidade de compreender o ministério na sua empreitada de resolução do problema, se não conseguirem fazer um diagnóstico serio para mostrar o mecanismo e metodologias de como esse problema pode ser resolvido, a instituição não poderá sobreviver.

Na ocasião, o diretor geral da pesca industrial em representação do ministro da pesca, reconheceu os desafios, e explicou que a sua instituição atualmente conta com cinquenta e um funcionários efetivo  na qual vinte e nove reformados,  segundo ele os restantes trabalham mas não  recebem os seus salário.

“Compreendemos os problemas que o ministério tem e a situação é grave, mas estamos a esforçar, agendamos reunião com o ministério das finanças para tentar regulamentar todas situações dos nossos trabalhadores, mas sobretudo o mistério da função pública, que garantiu recensear alguns dos nossos funcionários na qual os seus nomes estão fixados no ministério”, concluiu.

Autor: CAP-GB

Partilhe este artigo

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: