” Multilateralismo é a resposta certa para superar a magnitude dos desafios do combate à covid-19 “

A Embaixadora da União Europeia na Guiné-Bissau afirmou esta quinta-feira 23 de Julho de 2020 que o multilateralismo é a resposta certa para superar a magnitude dos desafios do combate à covid-19.

Sónia Neto falava no ato da chegada dos medicamentos, equipamentos de laboratório e de proteção individual destinado aos profissionais de saúde, para apoiar a resposta da República da Guiné-Bissau ao coronavirus proporcionando a população melhores cuidados de saúde uma resposta ao apelo do Centro de Operação de Emergência em Saúde (COES)

No aeroporto internacional Osvaldo Vieira de Bissau, Sónia Neto, sublinhou que a nova vaga humanitária tem em vista as necessidades sanitárias imediatas do país face ao coronavirus, mas também a outras doenças que carecem de atenção durante este período da pandemia, nomeadamente a malária, a tuberculoso e VIH/SIDA.

O primeiro dos quatro voos da Ponte Aérea humanitária da União Europeia que chegou no final desta tarde a Bissau, foi um esforço coletivo da União Europeia coordenado por Portugal, o qual se traduz em mais de 45 toneladas de material e equipamento médico orçado hum valor de mais de dois milhões de euros

Na ocasião a Alta Comissária para Covid-19 Magda Neli Robalo afirmou que nestes tempos conturbados, a solidariedade humana é um valor seguro que deve ser apreciado, acarinhado e partilhado. Tendo afirmado que Guiné-Bissau não foi poupada pela pandemia fragilizando a economia nacional acentuando a vulnerabilidade do sector de saúde guineenses.

Para a alta Comissária de Covid-19 “é importante que os serviços de saúde essenciais continuem a ser prestados porque não se pode permitir que as mulheres continuem a morrer ao dar a luz por causa da covid-19, que as crianças deixem de ser imunizadas e os diabéticos deixam de ter a sua insulina ou o seu controle de sangue. ”  

Finalmente o Embaixador de Portugal na Guiné-Bissau António Alves Carvalho, afirmou que o mundo vive momentos onde tudo mudou, aprovando as fragilidades globais, por isso, a solidariedade afectiva torna-se indispensável para todas as comunidades para que se possa tingir os objectivos comuns. Tendo reafirmado o compromisso de Portugal para com a Guiné-Bissau em trilhar juntos os caminhos de desenvolvimento.

Comentarios
estámos no facebook

cap gb o amanha começa aqui

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante:

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ligue-nos

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x