Mulheres Guineenses: alertam a Sociedade Civil de cooperar no controle e gestão dos recursos públicos

quarta-feira 21/10/2020

A presidente da plataforma Política das Mulheres da Guiné-Bissau, Silvina da Silva, lançou repto a sociedade civil e os seus parceiros a participarem efetivamente no controle e gestão dos recursos públicos.

A presidente da plataforma Política das Mulheres da Guiné-Bissau, Silvina da Silva, falava no ato da abertura do atelier de reforço de capacidade das organizações da sociedade civil mo domínio de treinamento e socialização do ciclo e fiscalização parlamentar, que o atelier vai proporciona condições e mecanismos a sociedade civil, de forma a participarem quotidianamente na fiscalização das receitas e despesas públicas.

Por outro lado, alertou aos convidados presentes, nomeadamente a Sociedade Civil, na pessoa do seu presidente, parceiros da Sociedade Cívil e os seus parceiros a assumirem suas responsabilidades de forma a participarem efetivamente no controle e gestão dos recursos públicos, e a honra dos seus compromissos.

“ Se é verdade que o controle institucional da ANP e Tribunal de contas das receitas e despesas públicas é importante para o equilíbrio dos poderes, também, não é menos verdade que o controle social é fundamental para o controle a fraude e corrupção” articulou

O presidente Nacional da Sociedade Civil, Fodé Caramba Sanha, apela os parceiros a continuarem a dar as suas atenções para continuação das iniciativas e reforçar a atenção para com a organizações das mulheres, juventude e das meninas determinadas para ascensão no exercício do cidadão participativo e inclusiva da governação responsável da Guiné-Bissau.

Para a representante da UE, Simona Schlede, a parceria para o desenvolvimento entre a Guiné-Bissau longa mais de 40 anos abrange as diversas áreas estruturantes de uma sociedade moderna, no qual destaca a finanças públicas que pela sua transversalidade carece de atenção especial. No entanto, a União Europeia tem cooperado com a República da Guiné-Bissau na melhoria das Finanças públicas, atuando em diversas fases do ciclo orçamental desde a previsão macroeconómico através da adaptação da ferramenta Tchintchor, passando pela execução orçamental nomeadamente manual de procedimento e despesas sobretudo no controle interna na melhoria da fiscalização e despesa do sistema de informação na elaboração das contas gerais do estado no apoio ao Tribunal de contas na sua missão.

O ateliê conta com a duração de três dias.

Comentarios
estámos no facebook

cap gb o amanha começa aqui

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante:

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ligue-nos

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x