Movimento JOMAV apela dissidentes a não usar nome da organização para benefício alheios

A direção do Movimento de apoio político a ex-presidente da República José Mário Vaz, apelou hoje alguns dissidentes do movimento a abdicarem de usar o nome da organização em benefício da outra formação política do país, neste caso Movimento para Alternância Democrática MADEM-G15

Em conferência de imprensa realizada esta segunda-feira 05 de Abril de 2021, em Bissau, o porta-voz do movimento Mamadu Trawalle, afirma que o movimento está firme na luta pela defesa dos seus interesses, acrescentando que brevemente o vão iniciar uma operação de sensibilização com vista a recuperar os seus militantes de base.

O governo através do comunicado do conselho de ministros, fixa 360 fcfa como preço base de comercialização de castanha de caju junto ao produtor. Reagindo sobre o fato, Trawalle, afirma que em momento normal o preço base da comercialização de castanha de caju devia ser de 750 francos cfa.

Sucessivos greve no setor de Educação não escapou o olhar do porta-voz do movimento JOMAV apelando assim uma intervenção urgente do presidente da república para fazer face a situação.

Recorde-se que alguns dos membros do movimento liderados pelo Mussa Turé movidos no movimento “Nô Riba Casa” desvincularam com o momento Jomav tendo melitado no Movimento para Alternância Democrática (MADEM-G15)

Comentarios
estámos no facebook

cap gb o amanha começa aqui

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante:

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x