Moçambique: Jihadistas assumem o controlo da cidade de Palma

Total e outras empresas suspendem as suas operações no país.
Milhares de pessoas estão a fugir da pequena cidade portuária no nordeste de Moçambique, localizada a poucos quilómetros do megaprojecto de gás gerido pelo grupo francês Total.

A cidade de Palma, localizada no nordeste de Moçambique a apenas dez quilómetros do mega-projecto de gás pilotado pelo grupo francês Total, caiu nas mãos dos jihadistas após três dias de combates, disseram fontes de segurança no sábado, 27 de Março.

Na quarta-feira à tarde, estes grupos jihadistas tinham lançado um grande ataque contra a cidade, simultaneamente em três frentes, no mesmo dia em que o gigante francês anunciou o reinício dos trabalhos no seu local de exploração de gás, supostamente operacional em 2024. O gigante francês, que “não deplora quaisquer baixas” no sítio Afungi, tomou a decisão de “reduzir o pessoal” no sítio a um mínimo estrito por razões de segurança.

A província muçulmana de Cabo Delgado, que faz fronteira com a Tanzânia e é rica em gás natural, tem sido flagelada por violentas guerrilhas há mais de três anos. No domingo, milhares de pessoas continuaram a fugir de Palma, uma cidade de 75.000 habitantes, por todos os meios possíveis. Alguns dirigiram-se para as florestas circundantes para se esconderem, outros dirigiram-se para as praias onde embarcaram em barcos de todos os tipos.

Comentarios
estámos no facebook

cap gb o amanha começa aqui

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante:

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x