Mercado de carne de porco: vendedores têm Quatro dias para abandonar o espaço

Por: Epifania Correia Gomes

O ministro  da Administração Territorial disse que a sua visita esta quinta-feira 21.10.2021 a mercado improvisado de porcos (chiqueiro) que esta origem com incidentes no Aeroporto Internacional Osvaldo Vieira, segundo alegações da Companhia Aérea TAP  tem sido provocado pelas Aves na pista.
 
“Nós enquanto autoridades  não podemos permitir que haja um problema com operadores económicos no País sobretudo a companhia TAP que tem estado a prestar serviços a Guiné-Bissau”, garantiu.

O ministro reconhece que o espaço foi ocupado voluntariamente, e que a propredade é privada.

“Na verdade que o espaço que estão a utilizar não pertence autoridade nacional, nem da Camara e muito menos da Administração de Safim, o espaço é privado, mas mesmo assim compreendemos por bem que temos  que diligenciar e dar esforço a encontrar novo espaço para que possam deslocar”, alertou.


 Por outro lado  Fernando Dias assegura que o prazo dado para a desocupação do espaço é até próxima segunda-feira  e nesse sentido, “convidamos o administrador local e vice-presidente da camara a envolverem no sentido de poderem encontrar espaço mais rápido possível sobretudo o governo da Guiné-Bissau vai criar as condições mínimas para ver como apoiar na reconstrução das barracas que posteriormente vão utilizar”,
Ainda  Dias, afirma que abate de porcos tem de terminar para não permitir a presença das aves que frequentemente vem a procura de alimentos.

Para ele o problema das Aves no Aeroporto Osvaldo Vieira não tem como o único fator mercado improvisado de abates de porcos, compreende-se também que autoridade Aeroportuária devem fazer um trabalho interno da limpeza do Aeroporto e abate de grandes arvores que se encontra dentro que para ele é ai que as aves fazem ninhos.   
 
O vice-presidente da Camara Municipal de Bissau Augusto Dafá  citou o estudo feito pelos Brito de assunto ambiental concluíram que os matadores que estão a redores que estão a provocar choques entre Aves e Avião.
 
O porta-voz dos Utentes do Espaço Agusto Sá, disse que vão retirar do espaço, mas querem um espaço que vai ajudar no negocio e pedem ainda apoio do Governo para mudançar e materias de trabalho.           

Autor: CAP-GB

Partilhe este artigo

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: