Luís Vaz Martins: “Ministério público tem por obrigação fazer justiça aos cidadãos”

A rádio capital fm, entregou esta quinta-feira 18/03/2021, uma queixa contra o autor do espancamento ao Jornalista Adão Ramalho.

Durante a entrega da denúncia, a vítima estava acompanhado do Diretor executivo interino da Rádio e do seu advogado que é também o advogado da estação emissora que o Adão Ramalho pertence.

Luís Vaz Martins, disse que o seu constituinte recorreu a mecanismo da justiça para que seja feita na base da lei e que o responsável possa cumprir pelo que fez e é a obrigação do Ministério Público garantir justiça aos cidadãos.

De relembrar que o Jornalista e apresentador da Capital fm, foi espancado no passado dia 12 de Março de 2021 a quando do regresso do líder do PAIGC Domingos Simões Pereira, por agente de Polícia de Guarda Nacional.

Ainda Martins, disse que o Ministério Público tem estado a selecionar os casos que quer avançar, mas manifestou se esperançoso que este processo e mais outras arquivadas há muito tempo, como caso de invasão a rádio capital serão resolvidos a base da justiça apesar de nenhum sinal de uma solução.

Autor: CAP-GB

Partilhe este artigo

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: