Guiné-Bissau: LANÇADO O CONSÓRCIO NACIONAL PARA O DIÁLOGO INCLUSIVO.

CAP-GB Quinta-Feira 15/10/2020

No âmbito da celebração hoje 15 de Outubro do dia Mundial de Resolução de Conflitos a rede de atores não estatais procedeu esta quinta-feira 15 de Outubro de 2020 em Bissau, ao lançamento oficial do Consórcio para Dialogo Inclusivo destinado a facilitação de conjunto de engajamentos sobre o diálogo, unidade inter-etnico Reconciliação, Paz, Segurança e a Defesa da Soberania.

Uma iniciativa do governo da Guiné-Bissau através do Ministério da Administração Territorial e Poder Local em parceria com diferentes Ongs que operam no domínio de resolução do Conflitos sociais.

Ministro Fernando Dias

Ao presidir a cerimónia que teve lugar no palácio do Governo em Bissau, o Titular da pasta da Administração Territorial e Poder Local, Fernando Dias, afirmou que, no país a data é celebrado num momento em que o conflito de posse, é dos problemas mais preocupantes, uma vez que, tem motivado causa perda de vidas humanas

Fernando Dias anunciou que o governo liderado pelo Nuno Gomes Nabiam já dispõe do documento que rege, Lei da Terra e Regulamento Fundiário e brevemente vai implementar uma Comissão Nacional Fundiário, que segundo o Ministro são essenciais para resolução dos referidos conflitos, uma vez que, vai regulamentar o comportamento dos cidadãos em relação à posse de terra.

Presente o ato, a Alta Comissária para Covid-19 Magda Neli Robalo para além de agradecer a iniciativa defendeu que o conflito não deve constituir obstáculo do desenvolvimento da Guiné-Bissau.

A finalidade visa alem de celebração do dia, lançar as bases para oficialização da data no país, como o objetivo de promover um diálogo que unifica a população e apoiar na inclusão das suas atividades no âmbito nacional para uma agenda mais aproximada e equilibrada facilitando o seu papel na tomada de decisões sociais com vista ao desenvolvimento da comunidade.

Para o representante do consórcio para o diálogo inclusivo Yuri Bigna Na fantchamna, o referido consórcio irá operar em três províncias do país e vai congregar todo o poder tradicional com vista a trabalhar numa justiça restaurativa.    

Tcherno Rachid Embalo em representação do poder tradicional, na sua curta declaração, disse que o desejo do poder tradicional é ver uma Guiné unida e desenvolvida.

Comentarios
estámos no facebook

cap gb o amanha começa aqui

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante:

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x