GUINÉ-BISSAU: JOVENS EXIGEM AUTARQUIAS EM 2022

O Movimento de Jovens pelas Autarquias na Guiné-Bissau promoveu este sábado 24 de Outubro de 2020 uma palestra subordinada ao lema ” Papel de autarquia na gestão do território, desenvolvimento económico e sustentável”.

O encontro que teve lugar no Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas (INEP), em Bissau, contou com a participação de cerca de uma dezena jovem de diferentes bairros de Bissau, visa entre outros, consciencializar e sensibilizar os cidadãos, sobretudo os jovens, na necessidade de fazer advogasse junto das autoridades sobre a importância da realização de eleições autarquias na Guiné-Bissau.

O investigador e sociólogo guineense Miguel de Barros foi o convidado para orar o tema, que à margem da palestra defendeu que a realização das eleições autárquicas deve ser antecedida de várias alterações, nomeadamente, de uma reforma profunda do sistema político, quadro do partido político e lei eleitoral, lei autárquico deve ser mais aberto, discutido e apropriado.

Sustentou ainda que deve-se fazer uma profunda ação de edução de cidadania e cívica evitando elementos de conflitualidade sobretudo étnica o que de acordo com sociólogo vai criar um verdadeiro processo de gestão territorial e permitir uma emancipação do país de uma forma mais harmoniosa. Contudo, alerta que é preciso antes de avançar com qualquer tipo de desenho é preciso partir de forma gradual e experimental.

” Um país como a Guiné-Bissau com poucos recursos, estado frágil e ausente é preciso antes de avançar com qualquer tipo de desenho, partir de forma gradual e experimental a partir de casos pilotos não só ao nível de setor autónomo de Bissau, mas também, ao nível das províncias (Norte Leste e Sul), onde há maior possibilidade e mecanismo de gestão territorial, produção, geração económica e financeira, adequar o próprio pluralismo jurídico nos referidos territórios, criando embrião de estruturas locais de processo descentralizado o que vai permitir uma autonomia de poder local” Frisou o sociólogo e investigador guineense       

Movimento de Jovens Pelas Autarquias da Guiné-Bissau (MJPA-GB) é uma organização não governamental, apartidária de fins não lucrativa, criado por jovens defensores da implantação das autarquias locais.

Entretanto, o coordenador do evento, Leopoldo Bernardo, defendeu que a proposta do ano 2022, visa facilitar as autoridades guineenses definir estratégias e planos que possa envolver todas as entidades, sobretudo as tradicionais, (régulos, imames, padres, pastores djargas), evitando segundo ele, futuros conflitos.

Comentarios
estámos no facebook

cap gb o amanha começa aqui

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante:

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ligue-nos

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x