Guiné Bissau e as oportunidades nos países árabes

ADULAI CANDE Mestrando em Economia Umm Al-Qura University Meca, Reino da Arábia Saudita

International Islamic Trade Finance Corporation com sigla em inglês, (ITFC) é uma estrutura dentro do grupo Banco Islâmico de Desenvolvimento que disponibiliza apoios financeiros e técnicos para os países membros.

Considerando o comércio como vital para a economia global, especialmente para os países membros, este órgão do grupo do IsDB  oferece diferentes modalidades de financiamentos, entre eles, Importação e Exportação, Instalações de Armazenamento, Contas a receber com cessão de recebíveis, linhas de financiamento para os Bancos locais, que são geralmente, programas de curto prazo, entre 12 à 36 meses e que estão disponíveis para entidades estatais, empresas, fabricantes e comerciantes do sector privado e bancos locais.International Islamic Trade Finance Corporation também fornece assistência técnica com objetivo principal de promover a cooperação intra-comércio entre os países membros.

Sendo Guiné-Bissau com elevadíssimo nível de dependência de uma única exportação – caju, que é cultivado pela grande maioria de camponeses no país, e abrange cerca de 5 por cento do total da superfície terrestre, e representa 98 por cento dos exportação receitas, bem como quase, 10 por cento das receitas públicas, e, fortemente dependente das importações do seu alimento mais importante, o arroz, este tipo de financiamento poderia inverter o cenário.

Os estudos de custos mostram que  a Guiné-Bissau tem uma vantagem comparativa na produção de arroz e dispõe também de um número de oportunidades por explorar para aumentar a área e os rendimentos do sector de produção do arroz. Embora, o ambiente dos negócios não é dos melhores devido a degradação total  das infraestruturas ( estradas, electricidade, portos…), burocracia na administração pública, fraco desempenho do sector financeiro nacional entre outros factores.

O governo através de criação de uma intidade estatal munida de garantia soberana pode recorrer para este financiamento para financiar diferentes atividades agrícolas no país sobretudo, a produção do arroz. O fundo conseguido permitirá compra de todos produtos produzidos dentro do prazo, sem recurso a qualquer forma de compra a crédito. Uma vez que os agricultores sabem que, já podem vender os seus produtos e receber o dinheiro na íntegra, aumenta a confiança de participarem mais na produção.

 Os resultados serão o aumento dos ganhos, autosuficiência alimentar e redução da pobreza. Por outro lado, o aumento das compras significa aumento das exportações dos produtos, o que vai trazer divisas para o país consequentemente, ajudará melhorar o PIB do país.

No âmbito de capacitação e treinamento, o grupo IsDB é considerado um dos pioneiros e principais centros de excelência em todo o mundo na promoção e apoio ao desenvolvimento e sustentação de uma Indústria de Serviços Financeiros Islâmicos com sigla em inglês (IFSI). O IsDB conduz e facilita diálogo sobre políticas económicas dos países membros com objetivo de ajudá-los a adotar políticas monetárias e fiscais eficientes. E, é líder na criação e disseminação de conhecimento em economia, bancos e finanças islâmicas. Organiza conferências, seminários, treinamentos e workshops sobre os principais tópicos de bancos e finanças islâmicas, desenvolvimento do setor privado, desenvolvimento de recursos humanos e macroeconômia islâmica. Oferece, em parceria com outros institutos de formação e universidades, programas de formação de formadores, desenvolvimento de pacotes de treinamento para seminários e criação de programas por meio de institutos de treinamento á nível de país ou funcionários de países membros. Todos esses, são leque de oportunidades que o governo e as impresas estatais, empresas privadas, comerciantes e bancos poderiam aproveitar na formação e capacitação dos seus quadros técnicos e superiores não só com objectivo de melhorar suas capacidades e habilidades face aos desafios do país nos diferentes níveis, más também, serviria como estratégia de criar relações e pontes que poderiam abrir muitas portas ao país nos países árabes.

Autor: CAP-GB

Partilhe este artigo

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: