Governo fixa custos para produtos de primeira necessidade apos grito da população

Por: Laércia valeriana Insali

Ministério de comércio e indústria e o ministério das finanças anunciaram esta quinta-feira 21/04/2022 a fixação da estrutura dos custos dos produtos da primeira necessidade, tendo em conta as decisões do conselho dos ministros realizado no passado dia 14 do mês corrente relativo a subida dos preços dos produtos no mercado.

Numa nota na posse da CAP-GB, assinada pelo ministro do comércio Tcherno Djalo e ministro das finanças João Aladje Mamadu Fadia, governo considera que a Guiné-Bissau depende da importação dos produtos da primeira necessidade, dado que a variação do custo destes produtos no mercado internacional e os preços praticados no mercado interno tem impacto direto na economia do país, influenciando na formação dos preços.

Por isso, havendo a necessidade de mitigar os impactos negativos provocados pela pandemia, agravada pela saída da MAERSK Line do país e a guerra entre Ucrânia e Rússia que provocou subida galopante dos preços no mercado, governo delibera determinar a fixação dos preços de um saco de 50kg de arroz quebrado simples e nhelem para 17.500 fcfa, 50kg de açúcar para 25.000 e 50kg de farinha a 23.000fcfa.

Autor: CAP-GB

Partilhe este artigo

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: