Google anuncia um plano de investimento de mais de 1 bilião de dólares em África

Tecnologias

O gigante dos serviços tecnológicos norte-americanos Google planeia investir mil milhões de dólares em África a fim de apoiar a “transformação digital” no continente. O investimento será feito no âmbito do programa “Google para África”, segundo o CEO do Google Sundar Pichai.

O programa incluirá a aterragem de um cabo submarino no continente para acelerar a velocidade da Internet para as pequenas empresas, oferecendo empréstimos a juros baixos às pequenas empresas, investindo em empresas africanas em fase de arranque, fornecendo formação empresarial e muito mais.

Fizemos enormes progressos juntos durante a última década – mas ainda há trabalho a ser feito para tornar a Internet acessível, acessível e útil para todos os africanos. Tenho o prazer de reafirmar o nosso compromisso com o continente através de um investimento de mil milhões de dólares ao longo de cinco anos para apoiar a transformação digital de África, para cobrir uma série de iniciativas desde a melhoria da conectividade até ao investimento em startups”, disse Sundar Pichai.

A iniciativa inclui investimentos em todo o continente, incluindo na Nigéria, Quénia, Uganda e Gana. Tecnicamente, um cabo submarino ligará África à Europa através da África do Sul, Namíbia, Nigéria e Santa Helena.

Segundo o director-geral do Google em África, Nitin Gajria, o cabo fornecerá uma ligação de rede com cerca de 20 vezes a capacidade do último cabo construído para servir o continente. O projecto resultará numa redução de 21% nos preços da Internet e num aumento da velocidade da Internet na Nigéria e quase no triplo na África do Sul, com a criação de cerca de 1,7 milhões de empregos em ambos os países até 2025.

A Google anunciou também um “investimento de 50 milhões de dólares em novas empresas que operam em diferentes continentes, dando-lhes “acesso ao pessoal, rede e tecnologia da Google para os ajudar a criar produtos significativos para as suas comunidades”. Estes países incluem a Argélia, Botswana, Camarões, Costa do Marfim, Etiópia, Gana, Marrocos, Ruanda, Senegal, Tanzânia, Tunísia, Uganda e Zimbabué.

Autor: CAP-GB

Partilhe este artigo

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: