Frente comum lamenta perda de vida dos professores por falta de meios financeiros

Por: Laércia Valeriana Insali

Professores novos ingressos realizaram esta segunda-feira 30/05/2022 vigília frente ao ministério da educação nacional, reclamando atraso salarial.

Dias depois da conferência de imprensa da FRENTE COMUM, os professores novos ingressos reivindicam falta de pagamento frente ao ministério da educação nacional.

Frente nacional dos professores e educadores, na pessoa do seu porta-voz, disse durante a vigília que os professores novos ingressos colocados em diferentes estabelecimentos de ensino publico no país não recebem seus salários a 8 meses.

Preocupado com as dificuldades enfrentadas, Alfredo Biague lamentou a situação em que alguns professores que deparam com problemas de saúde não conseguem ter tratamentos adequados e acabam por perder vida devido a falta de pagamento.

No entanto, de sublinhar que, no decurso da vigília os ministros cessantes da Educação, da Administração Pública e o Secretário de Estado do Orçamento e Assuntos Fiscais igualemente tiveram encontros comvista a encontrar solução a situação dos professores que reclamam os oito meses de salários em atraso.

Autor: CAP-GB

Partilhe este artigo

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: