França: Emmanuel Macron reconhece o “privilégio ser branco”

O Presidente francês Emmanuel Macron não tem medo de tabus. “Noto que, na nossa sociedade, ser um homem branco cria condições objectivas que são mais fáceis de aceder à posição que é minha, de ter um lar, de encontrar um emprego, do que ser um homem asiático, negro ou norte-africano, ou uma mulher asiática, negra ou norte-africana”, disse o presidente mais jovem da quinta república numa longa entrevista em L’Express.

Foi tudo o que foi necessário para o debate arrancar num país onde o politicamente correcto não permite diferenças de tratamento entre cidadãos da república, que são assimilados e iguais em deveres e direitos.

Elisabeth Moreno, a Ministra para a Igualdade entre Mulheres e Homens, retomou o assunto e admite a existência deste famoso “privilégio branco”.

“Tenho trabalhado nos quatro continentes do nosso planeta. Visitei o Norte, o Sul, o Leste e o Oeste. Claro que há um privilégio branco”, disse a ministra cabo-verdiana na sexta-feira, 25 de Dezembro, no LCI, e ela foi duramente criticada nas redes sociais pela sua suposta “ingratidão” para com a França, que lhe deu tudo.

Entre os detractores da fórmula está o filósofo Pascal Bruckner, que acredita que na Europa, que é predominantemente de pele clara, esta noção é “um disparate perigoso”. O escritor restringe a definição de privilégio branco a sociedades segregacionistas como a África do Sul ou os Estados Unidos da América antes da revolução dos direitos civis.

Outros intelectuais, como Arnaud Benedetti, professor associado da Universidade de Paris-Sorbonne, clamamam pelo abandono da assimilação em nome da integração, enquanto acusam o presidente francês de apoiar o reconhecimento de um “privilégio branco”, que é a antítese do ideal do pacto republicano.

Comentarios
estámos no facebook

cap gb o amanha começa aqui

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante:

Ligue-nos

Share on Social Media
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x