Exonerado Secretário de Estado de Ordem Pública lamenta falta de coordenação entre presidencia e primatura

Por: Cintia Ross Dayves

Alfredo Malú disse esta sexta-feira 28/01/2022 que um dos motivos da sua exoneração é a descoordenação entre Presidente da Republica e Primeiro-Ministro.

Ex-Secretario de Estado de Ordem Pública falava durante a cerimonia de passação ao novo Secretario.

Na sua comunicação, Malú avaliou de positivo o desempenho e conquistas da sua direção e disse que foi demitido sem argumentação.

Perante esta situação, esclareceu sobre os rumores do possível motivo da sua demissão e referiu que tiveram um percurso muito limpo.

“ Fui demitido sem qualquer argumento e ainda circulam boatos de que um dos motivos da minha exoneração foi por ter ordenado a entrada dos peritos no avião, mas garanto que durante exercício das minhass funções tivemos um percurso limpo” relatou

Por sua vez, explicou sobre o ocorrido no processo da investigação do avião e alegou que recebeu uma telefonema do Executivo, Nuno Gomes Nabian, informando da chegada dos peritos junto ao Aeroporto Internacional Osvaldo Vieira e que ordenou que abrissem o Airbus, daí enviou alguns pessoais da Ordem Pública para acompanhar todo trabalho de peritagem.
Ainda conforme a sua explicação, Alfredo Malú afirmou que através da inspeção dos policiais da Ordem Pública é que descobriram da abertura do Airbus e entrada dos peritos.

Contudo, acredita que a justificativa para sua demissão foi a falta de coordenação entre Nuno Nabian e Umaro Sissoco Embaló, portanto, acredita que o Chefe de estado ficou mal e acha que foi ele o mandatário para abrir o Avião.

Por outro lado, Alfredo Malú questionou o porquê de não for indicado pelo Presidente da Republica numa reunião por ele convocado para pronunciar da peritagem do Airbus, uma vez que podia fornecer mais informação de tudo que aconteceu segundo constatado pelos policiais.

No entanto, apela que haja coordenação entre o Presidente da República e Primeiro-Ministro na tomada de decisão.

Por fim, o novo secretario de estado de ordem pública Augusto Cabi pediu a colaboração de todos para que possam continuar com a missão , e sublinhou que ordem pública não é para torturar as populações mas sim garantir a segurança.

Autor: CAP-GB

Partilhe este artigo

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: