Educação: SIESE exige correção das notas adulteradas.

Por: Cintia Ross Dayves

A exigência foi apresentada esta segunda-feira 28/02/2022 pelo presidente do referido sindicato, momento pós a entrega do novo caderno reivindicativo e 4° pré aviso de greve a Ministério de Educação Nacional.

Luís da Costa, presidente de SIESE disse que o silencio do governo originou a entrega do 4° pré-aviso da greve, que vai durar 15 dias de 7 a 28 de março, e ainda vão continuar com a exigência da aplicabilidade da carreira docente do ensino superior.

Luís afirma que o silencio do governo persiste a única saída é paralisação do setor, porque isto demonstra que não priorizam o setor educativo e continuarão firmes nas suas reivindicações e exigindo o governo a aplicação das exigências.

“ A carreira docente no Ensino Superior é um lei e o governo deve entender que a revindicação dos professores é um direito” realçou

Por fim, Costa disse que ainda estão exigir aceitação de horário dos professores de unidade de Buba, Substituição de Diretor de Buba ,Correção de notas adulteradas por Diretor de Unidade de Buba.

Autor: CAP-GB

Partilhe este artigo

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: