Economia: BCEAO vai acompanhar Guiné-Bissau no seu relançamento económico

Por: Ussumane Baldé

O governador do BCEAO reconheceu as dificuldades do país no crescimento econômico afetado nos últimos anos pela pandemia e promete apoios.

Tiemoko Meylet Koné, falava a imprensa na tarde desta segunda-feira, 11-04-2022, no palácio da república após o encontro mantido com chefe do estado, reconheceu as dificuldades económicas do executivo face a pandemia que assolou o mundo nos últimos tempos levando engendrando decrescimento da economia nacional tendo garantido dar apoio para o seu relançamento.

“A economia guineense tem sofrido uma certa paralisia devido a pandemia e nós vamos prestar nossa ajuda para o seu relance”.

Geração concreta recebida pelo Presidente

Enquanto isso, o presidente da república, Umaro Sissoco Émbalo recebeu em audiência a organização juvenil geração concreta onde entregou dezanove estudantes os passaportes e vistos do estudo para Portugal doados pelo instituto de formação profissional CPLP na Guiné para concluírem o décimo segundo ano e a formação do curso vocacional.

O coordenador da geração concreta, Mamadu Saicu Barri,agradeceu o gesto do parceiro e convidou os guinnenses a aderirem a organização que segundo ele vem para reduzir os sacrifícios com que deparam os estudantes.

“Esta parceria com ajuda do chefe do estado está para minimizar as dificuldades dos estudantes por isso convidamos a todos a esta organização”.

O coordenador do instituto de formação profissional CPLP na Guiné, José Manuel Perreira Vicente, sublinhou que o objetivo da parceria é tornar os estudantes nacionais mais competitivos no mercado seja na Guiné ou em Portugal e prometeu aumento significativo das bolsas do estudo no próximo ano.

“Queremos ver os estudantes guinnenses inseridos nos mercados seja nacional ou internacional e próximo ano vamos aumentar número de bolsas”.

De acordo com as explicações,estes dezanove estudantes vão juntar com vinte estudantes que foram no ano anterior nas universidades de Guimarães, Aveiro e Vila Conde,o instituto de formação profissional CPLP na Guiné funciona no país há cinco anos.

Autor: CAP-GB

Partilhe este artigo

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: