Djurtus : num teste de fogo para ascensão no futebol africano

primeira participação GABÃO

Todos os “Djurtus” que foram convocados juntaram-se apartir ontem no centro de concentramento para a sessão de treino no estádio Lat Dior em Tchés para o primeiro percurso da dupla jornada das eliminatórias do Can 2021 desta tarde. mister Candé submeteu os seus jogadores a trabalhos de resistência e recuperação durante a sessão de segunda-feira antes de passar à montagem técnico-táctica longe de olhares dos jornalistas segundo os relatos.

Este jogo da terceira jornada do Grupo I das eliminatórias para o Can 2021, que será disputado esta tarde no Stade Lat Dior em Tchés às 16h, será o derby da sub-região da África Ocidental. O Senegal e a Guiné-Bissau, que se encontram pela primeira vez numa fase da qualificação, os Djurtus têm pela frente o TESTE de suas vidas, quando se trata de Senegal uma das seleções mais implacavéis da africa, e se quiserem discutir tambem por um lugar no apuramento das eliminatórias para o Can 2021.

Senegal, Líderes com seis pontos no seu grupo, O SENEGALO-GUINEENSE e os seus camaradas estão bem acampados e as suas ambições estão bem patentes; ganhar a primeiro encontro e preparam-se para o embate de regresso em Bissau no próximo domingo.

A motivação de Djurtus parece ter tomado o seu campo entre os jogadores de Baciro Candé que ganharam (1-0) Moçambique num recente amigável em Portugal. Os atletas, que fizeram soar o alerta para o futebol no seu país ao qualificarem-se duas vezes seguidas para o Can (2017 e 2019), não vão querer falhar uma terceira qualificação consecutiva. E se não se qualificarem, Baciro Candé e os seus homens farão questão de assegurar um segundo bilhete para “Camarões 2021”. Mas ainda há um longo caminho a percorrer para djurtus.

Enquanto a Guiné-Bissau terminava a sua sessão (começaram os treinos às 16 horas, hora do jogo), o Senegal começava os seus às 17 horas num estádio Lat-Dior que parecia oco devido às restrições devidas à pandemia do coronavírus. Uma situação que se repetirá hoje no primeiro confronto com a Guiné-Bissau, uma vez que o jogo será jogado à porta fechada a partir das 16:00.

Para este jogo qualificado como um derby entre dois países vizinhos, a explicação terá de voar alto, uma vez que, por um lado, os “Leões” vão querer continuar a sua dinâmica desde o início das eliminatórias e garantir a meio da qualificação. No entanto, terão primeiro de ganhar em Tchés para terem mais hipóteses de ganhar a segunda mão em Bissau no domingo.

Para Carlos Texeira, presidente da federação da Guiné-Bissau, a sua equipa está a levar este jogo muito a sério. E ele esta optimista, “vamos ganhar os nossos dois jogos contra o Senegal, tudo depende do mental e dos detalhes. Não aceitaremos nenhuma derrota contra o Senegal. Também temos o desejo e a ambição de vencer”, disse falando a ODEMOCRATA. No entanto, ele espera uma partida difícil. “Temos argumentos contra os senegaleses. Afinal, é um jogo e tudo é ganho em campo”, acrescentou ele.

Um duelo de fogo, portanto, porque Aliu Cisse, como ele disse recentemente, não espera um passeio no parque.

“Para manter o primeiro lugar no grupo, precisam de ganhar em casa e em Bissau. Haverá muita excitação em torno deste jogo, mas isso não me surpreende porque a Guiné-Bissau fez enormes progressos do lado africano e o Senegal procura manter a sua liderança em África. Claro que não será fácil, mas pretendemos permanecer mestres em casa”; um aviso para os “Djurtus” que querem surfar na derrota dos “Leões” em Rabat para se reanimarem após a sua desilusão (0-3) contra o Congo no segunda jornada destas eliminatórias.

Comentarios
estámos no facebook

cap gb o amanha começa aqui

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante:

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ligue-nos

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x