Dia dos professores: Educação deve merecer maior atenção da nossa classe política

Por: Ussumane Baldé

Sindicato Democrático dos Professores e Frente Nacional dos Professores e Educadores (SINDEPROF e FRENAPROFE), Sob lema: valorização do professor enquanto pilar do desenvolvimento, depositaram a coroa de flores no monumento do herói e combatente da pátria,Areolino Lopes da Cruz, em celebração do dia dos professores guinnense e apelaram a classe política para maior engajamento na resolução dos desafios do setor da educação.

O ato ocorreu na manhã desta quinta-feira,17-02-2022, em sua memória ao lado da escola Rui Barcelo da Cunha, falando em nome das duas organizações sindicais, Alfredo Biaguê, lembrou os políticos que a educação é a chave do desenvolvimento em qualquer nação.

“A educação é o pilar do desenvolvimento de qualquer nação civilizada,por isso devem apostar seriamente na educação”. E,para que tal aconteça, segundo o Alfredo Biaguê, descreveu as condições necessárias.

“Dar um bom salário aos professores,criar boas condições de trabalho, investir seriamente na formação continua dos professores, fazer um recrutamento sério e seletivo de candidatos a docência, fazer a revisão e atualização do currículo escolar.

Convidado especial para tomar parte na cerimônia, o deputado da nação, Hussein Camel Farad, sublinhou que é muito importante lembrar o malogrado e apela os moradores daquela localidade para maior controlo do jardim, que ele reabilitou anos atrás.

“É importante lembrar de o Areolino,um herói e um combatente da nação,e moradores deste zona têm que colobarar para a conservação do jardim”.

17 de fevereiro foi instituído em 1977 no lll congresso do PAIGC em homenagem ao combatente da liberdade da pátria, professor Areolino Lopes da Cruz,estudou na faculdade de letras na universidade de Coimbra “Portugal”,mais decidiu abandonar seus estudos para ingressar a luta da libertação nacional,o seu ato demonstrava o seu nível de patriotismo,em 1964,o congresso Cassaca, entre as resuloçoés saídas, encostava a criação das escolas nas zonas libertadas, para o cumprimento do ponto,foram selecionados alguns jovens quadros com nível aceitável para assumirem i setor do ensino, entre eles, Cruz foi selecionado para desempenhar a função de professor em Cubucare,onde viria a ser morto na luta para salvar os seus alunos do bombardeamento aéreo colono.

Autor: CAP-GB

Partilhe este artigo

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: