DGCI: Sindicatos exigem a demissão do Ministro das Finanças

Em conferência de imprensa quinta-feira 6/05/2021 sindicatos da direção geral de contribuição e impostos, pede a demissão do Ministro das Finanças.

Os sindicatos em reação face a detenção de alguns funcionários, nomeadamente o presidente de Sindicato democrático de funcionários de imposto( Almami Djasi) e do presidente da comissão negocial de greve dos funcionários de contribuição e imposto( Karin Mané), após uma acusação feita pela direção sobre o desaparecimento do servidor.

Ja livres, os sindicalistas reageam numa conferência de imprensa conjunta com Secretário Geral de UNTG, para esclarecer a opinião pública sobre o ocorrido.

De acordo com a explicação do presidente de Sindicato democrático dos funcionários de contribuição e impostos, Karin Mané, como sendo promotores da greve, foram acusados por desaparecimento do switch “responsavél pela interconexão a internet”, e sem nenhuma prova, foi notificado por via telefónica a comparecer na justiça fora de horário laboral do trabalho, e após sessão de interrogatórios foram encarcerados.

Perante realidade, os sindicatos exigem a demissão do Ministro das Finanças, João Aladje Fadia.

Por seu turno, Secretário Geral da UNTG Júlio Mendonça, condena o comportamento do Ministro das Finanças, e afirma que é um executor prejudicial para o governo.
Mendonça, aconselhou a nomeação de um Ministro capaz de administrar o setor das Finanças.

O ato serviu para os detidos, denunciarem o recrutamento de cerca de oito pessoas pela direção geral da contribuição e impostos para ocupar os espaços de alguns funcionários que se encontram em greve.

Texto: Laercia V. Insali

Autor: CAP-GB

Partilhe este artigo

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: