Crise Sanitária: Governo ameaça levar a justiça técnicos de saúde em regime de boicotes

Por: Martinho Mendes

terça-feira, 21-09-2021,

O Ministro de Turismo Artesanato e porta-voz do Governo, Fernando Vaz, disse em conferência de imprensa, que o Governo pondera levar à justiça os técnicos de saúde pública que se encontram em boicote por tempo indeterminado iniciada ontem segunda-feira.

Para o Governo, o comportamento dos técnicos de saúde, que boicotaram os serviços nos hospitais e centros médicos do país, “é um ato criminoso”.

Fernando Vaz, disse ainda que o Governo tomará as medidas adequadas no quadro da lei aplicável porque a vida de cada cidadão guineense é sagrada e valiosa para este elenco.


Entretanto os diretores de serviços do Hospital Nacional Simão Mendes (HNSM), demitiram-se em bloco, na sequência da requisição de técnicos militares de saúde para minimizar o impacto do boicote dos profissionais civis de saúde iniciado ontem em todo o território nacional.
Em carta com a data de 21 de setembro corrente, que a Cap-gb teve acesso e assinada por 8 diretores de serviços: Urgências, Orto- traumatologia, Medicina Interna, Cirurgia Geral, Anestesia e Blocos, Cuidados Intensivos, Pediatria e Maternidade, os técnicos de saúde denunciam a situação e colocam os seus lugares a disposição.

Autor: CAP-GB

Partilhe este artigo

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: