Covid-19: Os quatro países africanos mais afectados são

No dia 25 de marco de 2020, foram anunciados os primeiros dois casos de Covid-19, a doença causada pelo coronavírus SARS-CoV-2, na Guiné-Bissau.

no entanto deixa ainda Guiné-Bissau longe das grandes contaminações por paises africanos.

De acordo com a agência continental (CDC África) África continua a ser uma das partes do mundo menos afectadas pelo Covid-19, de acordo com as previsões da OMS e da ONU. Contudo, a terra de Lúcia permanece exposta, com 2.150.439 casos registados pelo Centro Africano de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC África) em 29 de Novembro de 2020, incluindo 51.481 mortes.

A agência continental também estima que 1.815.839 pessoas que contrataram o VIDOC-19 tenham recuperado até à data. Os quatro países mais afectados são a África do Sul, Marrocos, Egipto e Etiópia. A África do Sul é até à data o país com mais casos de COVID-19 com 785.139 casos confirmados. O país deplora também o número mais elevado de 21.439 mortes relacionadas com o novo coronavírus. Marrocos é o segundo país mais afectado com 349.688 casos confirmados e 5.739 mortes, seguido pelo Egipto com 115.183 casos e 6.621 mortes, de acordo com os números do CDC África. A Etiópia tem 109.534 casos, incluindo 1.700 mortes.

Na Guiné-Bissau ate agora registou-se 2.422 Infetados; 2.309 Recuperados e 43 óbitos.

A região da África Austral é a mais afectada pela COVID-19, tanto em termos de número de casos positivos como de número de mortes, seguida da África do Norte. A nível mundial, existem 62.531.000 casos, incluindo 1.456.794 mortes.

Comentarios
estámos no facebook

cap gb o amanha começa aqui

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante:

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ligue-nos

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x