CONAEGUIB Celebra dia internacional dos Estudantes, 17 de Novembro num contexto desfavorável para vida estudantil guineense

  “ estamos a celebrar o dia internacional dos estudantes num contexto desfavorável para vida estudantil guineense, caracterizada por funcionamento parcial do sistema educativo condicionado pelos sucessivos e prolongadas greves decretadas pela central sindical, associada a situação do combate a novo  coronavírus na Guiné-Bissau”

Por: Epifania Correia Gomes

A confederação nacional das associações Estudantis da Guiné-Bissau,  celebra está Quarta-feira dia internacional dos estudantes, 17 de Novembro, que tem como lema educação é alicerce para o desenvolvimento de qualquer Nação.
 
Na cerimónia o presidente da confederação nacional das associações Estudantis da Guiné-Bissau, Bacar  Darame, disse que a data simboliza o patriotismo revelado pelo movimento estudantil da Checoslováquia em defesa da sua pátria invadida e ocupada pela regime nazista em 1939.
 
“Estamos a celebrar o dia internacional dos estudantes num contexto desfavorável para vida estudantil guineense, caracterizada por funcionamento parcial do sistema educativo condicionado pelos sucessivos e prolongadas greves decretadas pela central sindical, associada a situação do combate a novo  coronavírus na Guiné-Bissau”, disse.
 
Os elementos enumerados são elementos que por vezes são desmotivadora e poderia até motivar a desistência de muitos estudantes.
 
Ainda encoraja a classe estudantil guineense a continuarem com a vontade e determinação a procura  de informações, superando o nível de desequilíbrio existente no sistema educacional, alegando que não se pode almejar o futuro sem o investimento no sistema educativo.
 
Por outro lado assegura que a transformação social é económica que o país deseja alcançar depende exclusivamente em potenciar o sistema educativo, para ele a sua organização renova exigência ao governo quanto responsável para execução das políticas educativa no sentido de providenciar uma negociação objetivas eficiente com vista a desbloquear a paralisação que afeta o sistema educativo a mais de um ano.
 
Para o diretor da Universidade Amílcar Cabral, Timóteo Saba Imbuído, disse que a sua instituição estará sempre disponível para evento desta natureza e aberta para estabelecer parcerias e todos os atores que atuam no setor do ensino, em particular os estudantes.

“o sistema de ensino nesse momento exige a participação de todos inclusive dos estudantes que são agentes fundamentais do sistema do ensino educacional”, Frisou.

Por seu lado o coordenador da comissão organizadora da terceira edição da comemoração do dia internacional dos estudantes,  Samuel Tchuda, disse que a confederação através da comissão organizadora, tem como objectivos de contribuir na consciencialização da sociedade guineense sobre o papel de estudante na construção de uma sociedade desejada, fazer respeitar os direitos da massa Estudantil.
 
 

Comentarios
estámos no facebook

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: