Comité de Ética na Saúde Guineense, Aprova e autoriza utilização de vacina de pólio para reduzir impactos da Covid-19.

O Comité de Ética na Saúde, esclareceu esta sexta-feira 19 de Junho de 2020, que a decisão de autorizar a utilização da vacina de pólio para o combate ao covid-19 a Guineenses maiores de 50 anos, é um estudo científico do Projecto Saúde de Bandim, braço científico do Instituto Nacional de Saúde Pública (INASA)

Na conferência de imprensa, o Secretário permanente e igualmente Presidente interino do comité, Mohamed Djicó Ould Hamed, sem indicar a data de inicio da vacina, afirmou que estudo é da iniciativa de projecto de saúde de Bandim e respeitou todos os padrões internacionais de gestão de ética na pesquisa. Desvalorizando a ideia de não houver uma comunicação prévia sobre o assunto.

” A iniciativa é do projecto de Saúde de Bandim, (Braço Científico de INASA), o estudo em causa, respeitou todos os padrões internacionais de gestão de ética na pesquisa, por isso aprovamos e autorizamos a sua utilização em 1700 guineenses maiores de 50 anos ”

Durante a semana, a polémica em torno da realização da vacina tem constituído debate no seio da sociedade Guineense e nas redes sociais do país.

Entretanto, a Investigadora do projecto de Saúde de Bandim, Amabélia Rodrigues, esclareceu que a ideia visa examinar se a vacina de pólio Oral (VPO) terá impactos positivos na redução de hospitalização e mortalidade por covid-19 na Guiné-Bissau e vai ser de forma voluntária.

” A ideia visa examinar se a vacina de pólio terá impactos positivos na redução de hospitalização e mortalidade por covid-19 na Guiné-Bissau. Vai ser de forma voluntária e para nós é uma contribuição dos investigadores guineenses nos assuntos sanitários ”   

Na passada quarta-feira 17 do corrente mês, a alta comissária para covid-19 na Guiné-Bissau, Magda Nely Robalo, em conferência de imprensa, afirmou que ninguém está ser testado com base neste estudo. Esclarecendo que estudo do que está-se falar por um consórcio Dinamarquês Americano em colaboração com uma instituição guineense.

Projecto Saúde de Bandim Criado em 1978 pelo Ministério de Saúde guineense em parceria com entidade académica Dinamarquesa que tem sido o grupo principal a estabelecer que as vacinas têm efeitos não específicos.

Segundo alguns especialistas na matéria sanitária, vários ensaios indicam que a hipóteses de que a VPO fortalece a capacidade do sistema imunológico de adultos e crianças.

Comentarios
estámos no facebook

cap gb o amanha começa aqui

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante:

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ligue-nos

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x