Coligação Publicar o que você paga Guiné-Bissau quer uma explicação mineira transparente e equitativa no país

Por: Martinho Mendes

A intenção da organização foi transmitida esta terça-feira, 08-03-2022, durante a abertura do seminário de reforço de capacidades dos seus membros em matéria de funcionamento em rede.

Na sua declaração, o coordenador nacional da Coligação Publicar o que você paga Guiné-Bissau, Sadjo Seide, revelou que, o objetivo da organização que dirige é de defender a gestão transparente dos recursos naturais a favor das populações.

Sadjo Seide advertiu que, se o país não acautelar na exploração dos seus recursos mineiros poderá cair no mesmo erro como passaram outros países da sub-região e fala da nacionalidade de um envolvimento da sociedade para mitigar os eventuais sofrimento da exploração.

Na sua declaração, o coordenador nacional da Coligação Publicar o que você paga Guiné-Bissau, Sadjo Seide, revelou que, o objetivo da organização que dirige é de defender a gestão transparente dos recursos naturais a favor das populações.

Para Seide, muitos países ricos em petróleo, gás natural e minérios, o desenvolvimento continua a ser uma ilusão, os nicos tornam-se cada vez mais ricos e os pobres permanecem pobres, a economia fica estagnada, a corrupção próspera e os conflitos agravam-se mais.

“A exploração dos recursos naturais tradicionalmente é embrulhada em segredos e administrado como domínio exclusivo das elites politicas e das grandes corporações, porém, começa agora a abrir as suas portas para um maior escrutínio público “disse.

Presente no ato, o presidente do movimento nacional da sociedade civil para a Paz, democracia e desenvolvimento, Fode Caramba Sanhá, afirma que, o país está confirmado com a problemática da exploração do seu recurso naturais e minerais com complicações de várias ordens frisando que, a situação deve merecer de todos.

Para Sanhá, um Estado com a potencialidade em recursos naturais e mineiras deve explorar seus recursos cumprindo com as normas internacionais ligada a boa prática para um desenvolvimento harmonioso em favor da população.

Fode Sanhá, fala da nacionalidade de o país preparar e melhorar a forma em termo de competências dos quadros bem como a legislação harmonioso para uma eventual exploração minerais.

A coligação pulicar “o que você paga Guiné-Bissau” promove hoje uma ação de formação de capacitação durante três dias na casa de direitos em Bissau, em matéria de funcionamento em rede no quadro da execução do projeto de reforço de capacidade dos atores jurídico para uma explicação mineira transparente e equitativa e duradouro.

Autor: CAP-GB

Partilhe este artigo

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: