CEDEAO: Chefes de Estado decidem levantar as sanções contra o Mali

Os Chefes de Estado e de Governo da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) decidiram levantar as sanções contra o Mali, de acordo com um anúncio feito em 6 de Outubro de 2020. Isto foi para “apoiar” a transição supostamente para trazer os civis de volta ao poder.

“Tendo em conta os progressos significativos alcançados no sentido da normalização constitucional e do apoio ao processo, os chefes de Estado decidiram levantar as sanções contra o Mali”, disse a organização da África Ocidental numa declaração que apela também aos parceiros bilaterais e multilaterais para “apoiar” o país.

Estes “avanços” dizem respeito em particular ao estabelecimento de um novo governo anunciado a 5 de Outubro de 2020. Liderada pelo Primeiro-Ministro Moctar Ouane, a equipa é composta por 25 membros, quatro dos quais provenientes da junta que está no poder desde o golpe de Estado que “ganhou” o ex-Presidente Ibrahim Boubacar Keïta.

Além disso, os Chefes de Estado e de Governo da CEDEAO apelam às novas autoridades de transição para “implementar rapidamente as outras decisões da Cimeira (realizada a 15 de Setembro em Acra), em particular a libertação de todos os funcionários militares e civis detidos desde 18 de Agosto de 2020 e a dissolução do Comité Nacional para a Salvação do Povo (CNSP)”.

Autor: CAP-GB

Partilhe este artigo

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: