Campanha de caju: Jovens recrutados para supervisão exigem pagamento dos seus salários

Por: Epifania Correia Gomes

Mais de trezentos Jovens recrutados para fiscalização da campanha de comercialização de castanha caju do ano 2020 exigiram esta sexta-feira, 08.10.2021, a direção geral das contribuições e impostos através da Direção de serviço dos direitos humanos, o pagamento dos seus ordenados através dos serviços  prestados ao longo do período da campanha de castanha de caju 2020 na  Guiné- Bissau.
 
As revelações foram tornadas publica através o porta-voz do grupo Rofino Ié  em conferencia na qual, exige atual direção da instituição para se sentarem a mesa  com vista a resolução do diferendo.
 
De acordo com Rofino Ié, foram contratados um grupo de Jovens, com objetivo de fiscalizar as ações e o processo que involve a campanha de castanha de caju, em que após o período da comercialização estes não foram pagos na sua totalidade os serviços prestados revelando que a direção geral de contribuição e impostos através da Secretaria de Estado e assuntos fiscais comprometeu solucionar os problemas até passado 24 de Março de 2021, segundo Rufino, acabaram por violar o memorando por não cumprirem com as suas exigências.


“ lembramos que a governação é continuidade, qualquer individuo ou e entidade que vier assumir uma instituição tem por obrigação de assumir a sua responsabilidade de resolver os problemas pendentes” disse.
 
Mais de 300  Jovens exigem do Governo o pagamento dos seus salários avaliados em mais de 10 milhões de francos CFA  referente a campanha de castanha de caju 2020 .


 
 
 
 
 
 

Autor: CAP-GB

Partilhe este artigo

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: