BENIN: Eleiçoes municipais em periodo de COVID

Eleições no Benim uma votação calma, mas receios de forte abstenção
As eleições municipais e autárquicas deste domingo decorreram de forma pacífica. A participação nestas eleições, realizadas no contexto de uma pandemia e embora os apelos ao boicote se tenham multiplicado, será cuidadosamente observada.

Os números relativos à participação ainda não são conhecidos, mas a abstenção poderá ser significativa, de acordo com as estimativas iniciais da Plataforma das OSC, que enviou cerca de 360 observadores para o terreno no domingo.

Ao meio-dia, a coligação de ONG e associações beninenses comunicou uma participação de 11,8% nas assembleias de voto em que os seus enviados estavam presentes. Um número a ser tomado, naturalmente, com cautela. Embora as operações de contagem tenham ocorrido já ontem à noite, no encerramento das mesas de voto, uma fonte da Comissão Eleitoral Nacional Autónoma (CENA) afirmou que os resultados seriam publicados “no prazo de 72 horas” e que a afluência global não era conhecida no momento da redacção do presente relatório.
A participação nesta eleição, organizada no contexto da pandemia de Covid-19 e quando se levantaram várias vozes a favor de um adiamento ou mesmo de um boicote, será objecto de um escrutínio rigoroso. “A participação é a nossa primeira vitória”, disse Aurélien Agbenonci, ministro dos Negócios Estrangeiros do Benin, ao deixar a mesa de voto em Grand Popo, onde tinha acabado de colocar a sua cédula na urna.

Cinco partidos, incluindo um partido da oposição
Os 5,4 milhões de eleitores do Benim foram chamados às urnas para decidir entre os candidatos dos cinco partidos que tinham apresentado listas para conselheiros municipais e comunais. Para além dos dois principais partidos presidenciais, a União Progressista (UP) e o Bloco Republicano (BR), participaram nas eleições três outros partidos. A União Democrática para o Novo Benim (UDBN) e o Partido da Renovação Democrática (PRD), que também afirmam fazer parte do movimento presidencial, e apenas um partido que afirma estar na oposição: as Forças Cauris pour un Bénin Emergent (FCBE).
Os presidentes de câmara dos 77 municípios do país serão então eleitos por estes conselheiros. De acordo com as novas regras eleitorais, só as listas que tenham recebido pelo menos 10% dos votos válidos expressos a nível nacional são elegíveis para a distribuição de lugares nos conselhos comunais.

Comentarios
estámos no facebook

cap gb o amanha começa aqui

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante:

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ligue-nos

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x