Associações dos surdos pede igualdade no acesso a informação

Anuncie connosco

Por: Ussumane Baldé

A associação dos surdos da Guiné-bissau (AS-GB) pede o governo liderado por Nuno Gomes Nabiam de resgatar as crianças com deficiências nas regiões do país, para poderem ter acesso a educação e informação.

A organização pede igualdade nas partilhas das informações,o pedido foi manifestado na manhã desta sexta-feira 03-12-2021,por seu presidente José Augusto Lopes , durante a comemoração do dia mundial das pessoas com deficiencias “03 de Dezembro”, realizada na sua escola que situa na ponta de Gardete arredores de Bissau.

“Não podíamos celebrar este dia tão especial para todos os portadores da dificiencia física, sem lembrar das crianças que se encontram muito longe da Bissau,e que não têm possibilidade de acesso educação, que é muito preocupante para nós,por isso, pedimos o governo para intervir nesse sentido enquanto responsável da educação a nível nacional”

Ainda, José Augusto Lopes, afirma que pessoas com deficiências no país sobretudo surdos estão a ser prejudicados no que toca as informações nacionais e internacionais porque não há intérpretes nas rádios e na televisão.

Por sua vez, representante dos professores, Martinho Monteiro,disse que ser dificiente não é sinônimo que não podem contribuir nada para o país,e Realcou que a importância de ter intérprete na televisão sobretudo, é muito vantasioso para eles, sobretudo de poder perceber como invitar as doenças infecciosas.

E,por parte do representante dos alunos,Belintina Na Dum, mostrou-se muito preocupada face a pouca tensão do governo com as pessoas com deficiencias,e lembrou que perante a lei todos cidadãos são mesmos.

É de salientar que de acordo com o presidente desta associação, já têm alguns formados neste escola que estão a dar aulas a mando do ministério da educação nacional,e a escola conta com mais de dois mil (2000) alunos.

É de lembrar que as nações unidas (UN) instruiu esta data em 1992, para refletir sobre pessoas com deficiencias perante as sociedades.

A celebração deste ano teve como lema: liderança e participação das pessoas com deficiencias por um mundo pós-Covid19, inclusivo, acessível e sustentável.

Comentarios
estámos no facebook

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: