Associação dos futebolistas ‘indignados’ pela nao inclusão na organização do torneio UFOA SUB-15 realizado no país

DE: Cintia Dayves

Presidente da Associação dos jogadores de futebol da Guiné- Bissau Edmir Lopes de Barros Djalo teceu duras criticas a gestão isolada do torneio realizado recentemente, a comunicação veio na sequencia da conferência de imprênsa realizada Terça-Feira 01/06 cujo motivo foi esclarecer os motivos da insatisfação.

Edmir Lopes começou por questionar o porquê da não inclusão da Associação dos jogadores na comisão organizadora do torneio UFOA SUB-15, enquanto estrutura membro da FFGB e representante legitimo dos jogadores.

Lopes lamenta o fato de a sua organização ter sido deixado de fora durante todo o certâme, sublinhando ainda aspetos negativos ligados a organização do evento desportivo, primeiro realizado no país desta categoria.

Para o Mamadi Djassi ex- Capitão de Benfica e dos Djurtus atual Vice-Presidente da Associação exige a FFGB, o respeito pelos seus direitos a fim de poder por conseguinte cumprir com os seus diveres estatutários que é de observar, servir e proteger interesses dos jogadores, enquanto interviniente ou um dos autor principal no desenvolvimento do futebol na Guiné-Bissau.

Autor: CAP-GB

Partilhe este artigo

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: