Arte e Música: Sambala Canuté quer artistas empenhados na promoção da riqueza cultural do país

Por: Aissatu Sanha

Bissau, 24/01/3022- “Lifante Garande” como é apelidado artisticamente, manisfetou sua ambição durante a conferência de imprensa sobre a comemoração dos 43 anos da sua carreira.

Falando aos jornalistas, Canuté retrata os tempos vividos rodeado da cultura e arte músical, desde a infância até a data presente as conquistas e dificuldades enfrentadas ao longo dos anos enquanto artista(Djidiu) e não só, mostrou-se satisfeito com o avanço que o país tem conquistado através da música, sobretudo com os mais novos talentos.

Quanto ao debate entre a sua geração e a dos mais novos, Sambalá afirmou não assentir com a denominação da Nova Geração e Velha Geração, para ele, os mais jovens são os novos valores e estes devem aproximar dos veteranos não para esmolejar mas sim aprender com eles.

“ Um Artista não depende só do estado, mas sim da população que são maioritariamente consumidores dos trabalhos”, Aconselhou-os Por sua vez, apela aos novos talentos a produzirem boas musicas com variedades temáticas, que de um jeito ou outro vai sensibilizar a população, e pensar num projeto a longo prazo como forma de garantia para sobrevivência futura.

Por último, manisfetou sua ambição em ver Artistas guineenses empenhados em lutar para indústria da cultural, devido poucos convites que os Nacionais recebem para atuar nos palcos Internacionais como tem acontecido com outros Artistas dos PALOP.

Sambalá Canuté, já com 5 álbum no mercado, realiza no próximo dia 04 do mês de Fevereiro um Djumbai em celebração dos seus 43 anos de carreira, no antigo Hotel Ledger, Bissau.

Autor: CAP-GB

Partilhe este artigo

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: