APU-PDGB: Nuno Nabian de lágrimas a reconquista

Por: Ussumane Baldé/ Laércia Valeriana

Nuno Gomes Nabian foi reconduzido a liderança dos apuanos este domingo 26 de junho, com cerca de mais de 90% dos votos de delegados legalmente registrados para a reunião magna do partido.

Um discurso emocionado marcou início dos trabalhos na ponta gardete, quilómetros de Bissau, em que Nabian, narrou o percurso do APU-PDGB citando alianças e desunião, interferências exteriores, em tentativa de destruir o partido, fazendo alusão o acordo com PAIGC e “desacato” a ordens do partido pelos seus deputados comentava o agora presidente para um novo mandato de 4 anos.

Gomes Nabian pede união e coesão interna afim de enfrentarem os próximos embates, onde não excluiu a possibilidade de futuras alianças nas legislativas de dezembro.

“Esforço de cada um de nós é muito importante para o alcance da vitória nas próximas eleições legislativas,esquecer tudo que passou nos últimos anos.

O segundo congresso ordinário do Assembleia do povo unido-partido democrático da Guiné-Bissau, tem como lema, congresso para fortalecimento da coesão interna e afirmação política da APU/PDGB e contou com três candidatos a liderança do partido,O presidente cessante, Nuno Gomes Nabiam, Agostinho Sanha e o Mamadjam Mamadu Darame.

Autor: CAP-GB

Partilhe este artigo

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: